Você já parou para pensar que a qualidade de vida (sua e da sua família) tem tudo a ver com a saúde das suas finanças?

É bem comum escutarmos (e até mencionarmos) aquela frase que diz: dinheiro não traz felicidade. Mas é preciso pensar nos dois lados da moeda antes de acreditar que o dinheiro (ou a falta dele) é a causa dos seus problemas. E nesta jornada que vamos te guiar neste blog. Vamos lá?

O que você vai ver neste post? 

  • Dinheiro não compra felicidade, mas…
  • Número de endividamento do Brasil.
  • Por que você precisa conhecer as suas finanças?
  • Dicas para organizar as suas finanças.
  • Planilha de controle de gastos do Sofisa Direto.

saiba organizar seus gastos

Qualidade de vida x dinheiro, qual é a relação?

"Dinheiro não traz felicidade" 

Você concorda com essa frase? Veja, nós somos um banco de investimentos, o nosso negócio é, literalmente, dinheiro, mas nós concordamos com ela! Muitas coisas incríveis na vida não custam dinheiro ou têm baixo valor (financeiro) agregado. 

Mas existe um "porém": dinheiro não traz felicidade, mas nos ajuda a ter uma vida com mais controle e a desfrutar de algumas coisas que a ausência do dinheiro não permite, principalmente quando levamos em conta que a economia no Brasil é baseada no capitalismo. 

Nós não queremos discutir aqui se o capitalismo é certo ou errado, estamos apenas reforçando a vertente em que vivemos, e se trata do capitalismo. Nesse modelo, a base é a posse de bens privados e o incentivo ao livre comércio de produtos e serviços visando ao lucro. 

Pronto, dinheiro não traz felicidade, mas te ajuda a viver nesse modelo de gestão, certo? 

Dito isso e vivendo essa realidade diariamente, o dinheiro está diretamente ligado a sua qualidade de vida. Sabemos que o conceito de qualidade de vida é diferente de pessoa para pessoa, mas algumas coisas acabam sendo fatores em comum entre as mais diversas definições.

Se você vive em uma realidade que contempla atrasos em determinados pagamentos ou se não consegue disponibilizar valores para o seu bem-estar (lazer) ou, até mesmo, cuidar como deveria da sua saúde por falta de dinheiro, isso é um sinal de que alguma coisa não está certa. 

Ter uma vida financeira organizada te proporciona mais tranquilidade para levar a vida. Saber que tudo está sob controle, ainda que as despesas possam estar "apertadas", muda muita coisa. Não é verdade?

As finanças fora de ordem podem causar ansiedade, depressão, problemas com sono, irritabilidade, falta de concentração e, até mesmo, prejudicar aqueles momentos em que você deveria aproveitar. 

Cabe a cada um de nós conseguir equilibrar as nossas finanças e as nossas despesas para ter mais tranquilidade no dia a dia. Você tem conseguido fazer isso? 

Se você respondeu que não ou que precisa melhorar nesse quesito, separamos, aqui, algumas dicas para você aplicar nas suas finanças a partir de hoje. Lembrando que, alguns desses pontos você, com certeza, já viu em outros lugares, e o ponto é que não existe milagre! 

Quando falamos em organização financeira, algumas coisas são básicas, e é exatamente esse "básico" que você precisa colocar em prática, principalmente se você está procurando como sair de uma crise financeira. Combinado? Vamos lá então. 

Dicas qualidade de vida

1. Conheça as suas finanças 


Em abril deste ano (2022), o número de famílias endividadas e inadimplentes bateu um novo recorde: 

E embora existam diversos motivos para um número tão alto, principalmente levando em conta o cenário econômico dos últimos dois anos e meio, essa realidade precisa mudar, e se você está procurando como sair do vermelho, saiba que uma das principais chaves é conhecer as suas finanças. 

A mesma notícia divulgada pela CNC informou que a dívida mais comum entre os brasileiros continua sendo o cartão de crédito, ele está presente no endividamento de 88,8% das famílias que fizeram parte do levantamento desses dados. 

Um dos motivos mais frequentes para esse tipo de endividamento é a falta de conhecimento sobre as finanças de modo geral. Nada de culpar o cartão de crédito! Ele é apenas uma forma de pagamento, e faz parte do seu dia a dia saber controlar os seus gastos e usar o cartão de forma consciente.

Para sair desse círculo vicioso das dívidas, é importantíssimo conhecer suas finanças a fundo: suas despesas fixas, suas despesas variáveis, valores que você possa ter em aberto, é importante que você acompanhe a fatura do seu cartão. 

Não existe qualidade de vida sem um conhecimento aprofundado das suas finanças, entende? Você precisa saber quanto ganha e quando gasta. 

Veja também:

Nova call to action

2. Corte gastos, sempre que possível 

A vantagem de conhecer as suas finanças é que você consegue saber exatamente para onde vai o seu dinheiro, e isso permite que você veja onde está gastando mais.

Se você tem planos por assinatura ou conta controle, como telefone e academia, é importante fazer uma visita regular a esses valores, pois, em alguns casos, é possível reduzi-los.

Outra coisa bacana é entender se você está gastando demais com coisas "fúteis" e, então, dar mais atenção a isso para conseguir ter maior equilíbrio nas suas finanças. 

Exemplo: a semana tem 7 dias e você identificou que costuma pedir delivery, pelo menos, 6 dias da semana. Isso é realmente necessário? Será que você não conseguiria reduzir esse valor cozinhando em casa ou, até mesmo, procurando alguém que faça pacotes de marmitinhas saudáveis (sugestão)? 

Esses pequenos detalhes fazem total diferença na sua saúde financeira na hora de controlar gastos! Identificar oportunidades considerando a sua realidade financeira. 

3. Trace metas e objetivos para as suas finanças

Se você quer sair do vermelho ou, simplesmente, organizar melhor as suas finanças em busca de melhorar a sua qualidade de vida, é importante dar a devida atenção para as suas finanças. 

Traçar metas e objetivos faz com que você mantenha o foco para alcançar aquilo, o que é bem diferente de ir vivendo o dia a dia deixando as coisas acontecerem. 

Assim como você tem objetivos profissionais e em família, o seu dinheiro também deve ter!

  • Quantidade de dinheiro a ser dividida para a sua reserva de segurança;
  • Dinheiro para os sonhos de curto, médio e longo prazo;
  • Investimentos diversos;
  • Pagamento de dívidas;
  • Lazer;
  • Despesas fixas;
  • Despesas variáveis. 

E quaisquer outros objetivos que você pode ter! Trace os seus planos e, então, coloque-os em prática. 

organize seus gastos

4. Aprenda mais sobre dinheiro

Uma das formas mais eficientes de evitar situações desagradáveis é aprendendo mais sobre elas.

Com o dinheiro não é diferente, educação financeira nunca é demais! Quanto mais comum for para você falar de dinheiro, melhor será a sua relação com ele. Falar de dinheiro não precisa ser um tabu, muito pelo contrário, ele faz parte da sua vida e é comum que você aprenda a lidar com ele de forma clara e objetiva. 

Nesse caso, por que não estudar isso também? O que você está fazendo aqui e agora (lendo este post) é uma forma de estudar mais sobre dinheiro: conhecer as nuances do mercado financeiro, aprender rendimento, investimentos, juros e outras coisas relacionadas ao universo financeiro só trará vantagens para a sua vida!

Nós vivemos na era da internet e da tecnologia, você consegue ter acesso a inúmeros conteúdos, gratuitamente, diretamente do seu celular. É só buscar as referências certas de pessoas e instituições que sejam autoridades na área (como o Sofisa Direto), que você terá muito o que aprender! 

Ah, além disso, você pode ver filmes e séries, aprender sobre dinheiro e ainda se divertir! 

Esse aprendizado irá te ajudar a mudar o patamar da sua saúde financeira radicalmente, principalmente se você quer obter retorno financeiro por meio de investimentos. 

5. Baixe a planilha do Sofisa Direto 

Para te ajudar a organizar as suas finanças de uma forma prática e direta, nós desenvolvemos uma planilha de controle de gastos! 

Ela é bem simples de preencher, então, se você está começando agora e quer ter um planejamento financeiro prático, ela é para você! Para baixar, é só clicar no botão abaixo. Com esta planilha, você vai ver na prática que ter o controle das suas finanças não é tão difícil quanto você imagina. 

Garanta já a sua planilha

Esperamos que você consiga colocar esses pontos em prática. 

Até a próxima! 

Comentários

Assine nossa newsletter