O Sofisa Direto quer te conhecer melhor

Vamos lá!

Ter dinheiro para investir implica saber onde investir e como investir em renda variável. Se você está nesse caminho, precisa entender como funcionam os investimentos de renda variável para não cair em nenhuma armadilha!

Para te ajudar nessa jornada, criamos este blog post com informações sobre o que é renda variável, quais as diferenças do investimento em renda fixa e alguns dos produtos financeiros em que você pode aplicar o seu dinheiro. 

Vem aprender mais sobre investimento e descobrir novos caminhos para realizar seus sonhos! 

Saiba tudo que você vai ver aqui: 

Aproveite ao máximo sua leitura! 

O que significa a renda variável? 

Como o próprio nome diz, a renda variável é inconstante e não pode garantir um rendimento fixo. Isso quer dizer que você pode investir em um tipo de investimento que pode lhe oferecer altos rendimentos ou grandes perdas. 

Não há garantias de que você terá nem mesmo o dinheiro investido de volta, por que esses títulos tendem a se movimentar em um fluxo descontinuado e exigem bastante atenção da parte do investidor. 

Para deixar ainda mais claro, ela também não tem garantias sobre os percentuais de rendimentos que incidem nos ativos. Com tantas variações, não podia ter outro nome, não é mesmo? 

Mas como toda moeda tem dois lados, os títulos de renda variável, como não transitam pelo mercado de forma linear, podem ter rendimentos altíssimos, e é essa instabilidade que atrai investidores com um perfil de investidor mais arrojado e/ou agressivo.  

Para saber tudo sobre a bolsa de valores do país e aplicar seus conhecimentos sobre investimentos, baixe o ebook: Investidores do Brasil: Bê-á-bá da bolsa de valores do país 

Nova call to action

Se você gosta de adrenalina, venha conhecer as principais características de investimentos e entender como investir em renda variável é intenso! 

Principais características de investimento de renda variável 

Quanto ao rendimento

Como não há como prever o valor da remuneração dos ativos, saber se o seu ou outro ativo rendeu e quanto rendeu vai variar de acordo com o tipo de ativo que você está negociando. Se forem papéis de empresas, é necessário que se realize a venda das ações por um preço superior ao preço da compra. 

Outro modo de obter rendimentos é quando você compra valores mobiliários de empresas que pagam dividendos de acordo com o lucro dos ativos negociados ou quando você investe em derivativos como câmbio ou commodities.  

E os prazos? 

Enquanto os ativos de renda fixa podem ser negociados com prazo preestabelecido, os de renda variável não possuem esse rigor na aquisição, e como são movimentados diariamente, os prazos, normalmente, são estabelecidos no médio e no longo prazo

Se você obtém experiência no mercado e prefere arriscar mais em ativos no curto prazo, a especulação diária pode lhe trazer bons rendimentos também. Esse é o caso de correr maiores riscos e obter maiores ganhos com transações mais complexas, mas que, a depender do valor, podem te levar a realizar seus maiores sonhos

Tem liquidez? 

Tem! Mas a variação ocorre de acordo com a demanda pelo ativo! Vamos explicar! Se um ativo está disponível e muitas pessoas desejam adquiri-lo, então, a liquidez é certa! Caso os investidores não tenham interesse, então, o contrário prevalece. 

A demanda por um determinado ativo vai variar de acordo com as oscilações do mercado financeiro e de como se encontra a reputação dele. Mas fique de olhos bem abertos: o fato de um ativo financeiro ter alta liquidez não significa que ele seja mais rentável!  

Tributação 

A depender da ação negociada na Bolsa, os rendimentos podem ser tributados pelo Imposto de Renda entre 15% e 20%. Alguns fundos de investimentos estão sujeitos  ao come-cotas, que é uma antecipação do pagamento do imposto de renda de forma semestral. 

Você pode verificar com a sua corretora a melhor opção para pagar os impostos devidos de acordo com os tipos de investimentos que você concretizar. E agora, o que fazer? Conheça as diferenças entre os investimentos em renda variável e em renda fixa!

Veja também:

Nova call to action

Renda variável e renda fixa: principais diferenças

1. Funcionamento 

A primeira das diferenças diz respeito ao funcionamento dos dois tipos de investimentos. Os ativos de renda fixa são, em geral, um empréstimo que as entidades governamentais ou instituições privadas realizam. 

Um exemplo são os títulos públicos, que são lançados no mercado para se obter valores em um determinado período e prometem rendimentos baseados na taxa de juros básica ou em algum outro indexador. Outro exemplo são os debêntures, que são um modo de empresas privadas adquirirem recursos para realizar projetos por meio da venda de papéis. 

Os títulos de renda variável transformam você em um sócio, pois você passa a ser detentor de parte da empresa. Como é o caso dos FII (Fundos de Investimentos Imobiliários), em que você compra papéis de um fundo imobiliário que já está consolidado no mercado. 

2. Previsibilidade 

Quanto à previsibilidade, os investimentos de renda variável não lhe oferecem um prazo definido, enquanto que os de renda fixa possuem prazos bem definidos, bastando decidi-los antes de se realizar uma aplicação. 

Se você não dispõe de muitos valores para investir e precisa de retornos previsíveis, os títulos de renda fixa são mais viáveis. Por exemplo, se você tem um projeto que deseja realizar em 1 ano, então, você pode investir em um título que você já sabe, em média, o valor dos rendimentos. 

3. Segurança 

A segurança é uma variável que se relaciona diretamente com os investimentos de renda fixa. É claro que investir em CDB (Certificado de Depósito Bancário) vai lhe dar retornos modestos, mas, certamente, oferecerá uma segurança maior.  

Não que os ativos de renda variável não sejam seguros, mas, de fato, você terá de dispor de mais tempo para observar o mercado e suas flutuações e entender que essas oscilações podem valorizar ou desvalorizar os ativos que você tem. Deu curiosidade? Vamos falar de alguns ativos de renda variável! 

Investindo em fundos de renda variável

Conheça algumas opções de investimentos de renda variável para começar a investir e ver seu dinheiro rendendo! 

Ações 

Representam uma parte do capital social da empresa. Esses pequenos pedaços são colocados no mercado financeiro e você pode adquiri-los ou colocá-los para venda no momento que desejar. Além disso, são altamente negociáveis e podem ser muito rentáveis. 

FIIs (Fundos de Investimentos Imobiliários)

Esses fundos de investimentos são vinculados a empreendimentos imobiliários e direitos reais de bens imóveis. Você pode negociar suas cotas no pregão da bolsa, possibilitando suas vendas ou resgate de seus valores em caso de liquidação do negócio. 

Derivativos 

São ativos que dependem do preço de outros ativos para serem negociados. Um bom exemplo de derivativo é a compra de ações na Bolsa de Valores por meio de contratos baseados em commodity soja ou do boi gordo.  

Você pode comprar ou vender com preço e prazo predefinidos, mas os valores variam de acordo com a cotação diária. 

ETFs (Exchange Traded Funds) 

A sigla em inglês significa fundos de índices e funciona como um condomínio de investidores no qual há uma aplicação em conjunto. É excelente para quem deseja diversificar a carteira de investimentos e é muito conhecido no exterior e tem ganhado espaço no mercado financeiro brasileiro. 

Criptomoedas 

As tão faladas criptomoedas são ativos que existem de forma virtual e que podem ser utilizadas para realizar transações e cujo valor varia de acordo com as movimentações ocorridas no mercado financeiro.  

Funcionam como moeda de troca, como meio de facilitar transações comerciais e, também, como reserva de valor. Isso significa que você pode comprar moedas criptografadas e esperar que elas se valorizem para, enfim, resgatar o valor investido. Um exemplo de criptomoeda é o Bitcoin

Todos esses ativos variam de acordo com o tempo e com os eventos socioeconômicos que movimentam o mercado financeiro. Os investidores mantêm sempre o foco na taxa de juros, pois ela define que tipo de investimento pode ser feito e quais são os papéis mais rentáveis.  

Para saber mais sobre taxa de juros, sua importância para a tomada de decisões e as movimentações no mercado financeiro leia o blog post Como cuidar do seu dinheiro nas variações da inflação.

Como cuidar do seu dinheiro  nas variações da inflação

COMENTÁRIOS

ASSINE NOSSA NEWSLETTER