Você já parou para pensar no modo como gasta o seu dinheiro? Você pode até não ter se dado conta antes, mas economia e sustentabilidade são coisas que tem tudo a ver e podem beneficiar o meio ambiente e o seu bolso.

Pensando nisso, criamos este post para você entender as vantagens dessa relação e como aplicar essa união de economia, meio ambiente e sustentabilidade para o seu dia a dia, auxiliando a natureza e sua vida financeira.

Boa leitura!

O que é a economia circular?

Um modo de promover a sustentabilidade de uma maneira macro é por meio da aplicação da economia circular, um conceito de estratégia econômica pautada na reutilização, redução e recuperação de materiais previamente utilizados, bem como de energia.

O conceito da economia circular aparece como uma resposta para o cenário em que vivemos: o crescimento populacional faz com que tenhamos que consumir mais e extrair mais recursos naturais que, infelizmente, são finitos.

Quais os benefícios da economia circular?

Conhecer as vantagens desse processo auxilia na compreensão da importância da economia circular. Exemplos não faltam para isso, como a redução de custos, visto que não será necessário sempre extrair matéria-prima nova para a produção dos produtos, pois reutiliza-se os que já foram feitos.

Além disso, outra vantagem da economia circular é que ela promove a inovação e competitividade entre as organizações, além de estimular o crescimento econômico de maneira sustentável e eficiente.

A economia circular também pode auxiliar na promoção de novos empregos para sociedade, afinal, será necessário realizar processos para tratar o lixo que será reaproveitado e, para isso, trabalhadores são necessários.

Esse é um processo que não envolve apenas empresas e governos: você como pessoa física também pode ajudar! Uma forma de ajudar é separando o lixo orgânico do lixo que contém materiais recicláveis, como latas, vidros e papéis e destinando ele para a coleta seletiva, onde posteriormente poderá ser reciclado.

Como economia e sustentabilidade atuam em conjunto?

economia e sustentabilidade

Quando falamos em consumo consciente, muitas vezes pensamos somente nos benefícios relacionados ao meio ambiente, entretanto, a verdade é que as vantagens também podem ser observadas no nosso dia a dia, principalmente na nossa relação com dinheiro.

Ajuda a eliminar gastos desnecessários

Reduzir a quantidade de coisas que compramos durante um mês, além de reduzir a quantidade de lixo que produzimos, também faz com que possamos economizar e darmos mais valor ao nosso dinheiro.

Por exemplo: aproveite ingredientes que você normalmente já compra no supermercado para fazer suas próprias sobremesas e lanches, ao invés de comprá-los prontos. Assim, você diminui a quantidade de lixo produzido, pois está levando menos embalagens, e ainda economiza por estar comprando menos itens e aproveitando melhor os que já tem.

Oferece um novo olhar para os gastos essenciais

A sustentabilidade permite que tenhamos um novo olhar para os gastos considerados essenciais, pois começamos a buscar maneiras de fazê-los terem um impacto mínimo ao meio ambiente.

Dessa maneira, conseguimos investir em práticas que resultam em economia para o nosso bolso e um controle melhor das nossas finanças, ao mesmo tempo que auxiliamos o meio ambiente com o investimento em produtos feitos de maneira reciclável, bem como na própria redução da produção de lixo doméstico.

Por exemplo: ao fazer refeições caseiras ao invés de pedir delivery, se reduz a quantidade de lixo por parte das embalagens e, ao mesmo tempo, temos uma alimentação mais saudável e barata.

Mas caso queira optar pelos aplicativos de entrega mesmo assim, saiba que muitos já permitem que o usuário opte por não receber utensílios plásticos na sacola, como talheres ou canudos descartáveis. Assim, se reduz a quantidade de lixo produzido.

Permite utilizar o cartão de crédito de maneira inteligente

Além da reciclagem e redução de lixo propriamente dito, também podemos reavaliar os nossos hábitos de consumo, ou seja, reavaliar aquilo que temos o hábito de comprar, como produtos e serviços que já temos, de forma que possamos escolher itens com mais consciência financeira e social.

Faz com que os produtos comprados durem mais

Começar a pensar na durabilidade dos itens comprados faz com que você economize a longo prazo, já que não precisará recomprar esse mesmo produto por um bom tempo (ou até mesmo por toda a vida).

Outra dica é evitar comprar de maneira fracionada: busque no mercado versões maiores dos produtos que você normalmente compra, como sabão, amaciante ou grãos ao invés de comprar várias unidades do mesmo item. Dessa forma, você diminui a quantidade de lixo produzido, além de diminuir as idas ao supermercado e até mesmo economizar.

Veja também:

SOFISA DIRETO - PLANILHA DE GASTOS

Como posso aplicar a economia e sustentabilidade no meu dia a dia?

Como aplicar a economia e sustentabilidade

Mas afinal, como aplicar a sustentabilidade econômica no dia a dia e quais benefícios a população pode perceber em seus bolsos e na sua própria vida? A seguir, explicamos algumas maneiras de fazer isso e seus efeitos:

Uso de energia renovável

Uma maneira de ter um estilo de vida mais sustentável é entender o que são energias renováveis e apostar nelas. Adquirir painéis ou cotas de energia solar farão com que você adquira diversas vantagens econômicas e ambientais. Aqui vão algumas dessas vantagens, caso você ainda não conheça esse tipo de energia:

Necessita de baixa manutenção

Uma das grandes vantagens de adotar a energia solar é a sua baixa necessidade de manutenção. No caso da aquisição de cotas, a empresa responsável é quem se encarregará dessa atividade.

Reduz a conta de luz

De acordo com a ABSOLAR (Associação Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica), a redução da conta de luz ao adotar a energia solar pode chegar a até 95%. Assim, você poderá utilizar o dinheiro economizado para outras atividades, como começar a investir.

Diminui a emissão de taxa de carbono

A emissão de gases poluentes durante a produção da energia solar é mínima, em especial a de CO₂, componente que causa poluição do ar e contribui para o temido efeito estufa. Essa é uma opção para quem quer ter energia em casa e causar menos impacto ambiental.

Consumo consciente

Como já falamos nesse post, adotar uma estratégia de consumo consciente é uma maneira de rever o modo como você consome e, principalmente, utiliza o seu dinheiro, avaliando se esses gastos realmente são necessários ou causam algum tipo de agressão ao meio ambiente.

Não desperdice alimentos

Evitar o desperdício de alimentos é uma maneira de fazer o dinheiro gasto nesse tipo de produto render mais: talos de legumes ou cascas de frutas podem ser utilizados em diversas receitas, então não é necessário jogá-los fora.

Repense suas prioridades financeiras

Quantos serviços de streaming você tem contratado? E quantos você, de fato, utiliza? Vale a pena rever seus hábitos de consumo e “reciclar” o seu dinheiro para coisas que você realmente usa e que são necessárias.

Ao repensar suas prioridades financeiras, você perceberá que será mais vantajoso evitar gastos com produtos ou serviços que não são utilizados e, ao mesmo tempo, investir em produtos essenciais feitos de materiais recicláveis que, apesar de serem um pouco mais caros, causam um impacto positivo no meio ambiente.

Aposte no Slow Fashion

O Slow Fashion é um conceito que aplica o consumo consciente com relação às roupas que utilizamos, como entender de onde vem a matéria-prima utilizada na sua fabricação ou se essa é uma roupa que poderá ser utilizada por muito tempo, e não apenas uma moda passageira.

Para fazer isso, você pode escolher estrategicamente as roupas que comprará: escolha aquelas que já combinem com outras peças que você já tenha, além de apostar em tecidos de boa qualidade e duráveis como algodão, viscose, lã, seda ou outros tecidos mais naturais. Tente fugir dos tecidos sintéticos. Essas informações, você consegue encontrar na etiqueta da peça!

Lembre-se que comprar uma roupa de maior qualidade e durabilidade nem sempre á tão barato, mas é preciso levar em conta o custo x benefício como a durabilidade.   

E então? Conseguiu entender como economia e sustentabilidade andam lado a lado? Aplicando as dicas que abordamos neste post, você já conseguirá ver as melhorias na sua saúde financeira e no modo como você lida com seus hábitos de consumo.

Para te ajudar ainda mais nesse processo, leia este outro post em nosso blog no qual explicamos como organizar seus gastos para ter uma melhor qualidade de vida!

Qualidade de vida: aprenda a  organizar seus gastos

COMENTÁRIOS

ASSINE NOSSA NEWSLETTER