O consumo é um processo bem mais complexo do que o simples ato de comprar. Ele começa na produção e distribuição dos bens e vai além do descarte dos produtos. Por isso, o consumo consciente é parte importante na construção de uma vida melhor para todos.

Refletir sobre nossas decisões de escolha de produtos traz benefícios ao meio ambiente e à sociedade, obviamente. Mas, além disso, essa prática pode se tornar uma grande aliada na hora de controlar as despesas e ajustar as finanças.

No texto de hoje, trouxemos 7 dicas para incluir essa postura em nosso dia a dia por meio de hábitos simples, que estão ao alcance de todos. Dá para incluir essas práticas em um dia comum, desde a hora de ir ao trabalho até a hora de fazer compras ou se divertir.

Ficou interessado? Continue lendo e descubra como fazer parte desse movimento!

1. Indo para o trabalho: deixe seu carro na garagem

Uma das primeiras coisas que fazemos todos os dias é nos deslocar até o trabalho. Muitas vezes, esse trajeto é feito sozinho, de carro. Usar combustível e mobilizar mais de uma tonelada de metal para transportar apenas uma pessoa é um desperdício tremendo.

Portanto, essa é uma ótima oportunidade de aplicar o consumo consciente. Dê preferência ao transporte público, pois é uma alternativa simples e prática para deixar seu carro na garagem.

Você também pode conversar com vizinhos e colegas de trabalho a fim de estabelecer um revezamento de caronas. 

Caso essas duas alternativas não sejam viáveis, veja se não vale a pena usar um serviço de carros particulares que ofereça viagens compartilhadas.

Assim, você gasta menos com combustível, ao mesmo tempo que a cidade passa a ter um número menor de carros circulando e, consequentemente, menos trânsito e menos poluição.

2. No trabalho: use menos papel

No seu trabalho, tente evitar o uso de papel. Imprima apenas o que for necessário e dê preferência aos meios digitais ao enviar documentos e arquivos. Até mesmo aquele material de apoio em uma apresentação pode ser lido no seu smartphone.

Além disso, hoje já é possível substituir livros e revistas por suas versões digitais. Além de menos danos ao meio ambiente, esses produtos são muitas vezes mais baratos e práticos, pois não exigem que você tenha espaço físico para armazená-los. Não é necessário nem mesmo ter um equipamento específico de leitura, pois há aplicativos compatíveis com a maioria dos celulares.

3. Na hora do almoço: cozinhe e leve sua comida para o trabalho

Bateu aquela fome? Pois saiba que é possível aplicar o consumo consciente também na hora do almoço!

Programe-se para cozinhar e levar sua comida para o trabalho. Além de ficar mais barato do que comer fora, você pode escolher produtos frescos e ter uma alimentação equilibrada, o que traz benefícios à sua saúde. Seu corpo e seu bolso agradecem.

4. No mercado: consuma de forma consciente

Ao sair do trabalho, você decide fazer algumas compras antes de voltar para casa. Essa é outra oportunidade de refletir sobre suas decisões de consumo.

Antes de mais nada, tenha uma lista de compras e não fuja dela. Também é importante planejar suas refeições e pegar somente o que é necessário. Assim, você gasta menos e ainda evita o desperdício de alimentos, que é um problema bastante sério em nosso país.

Outra boa dica é pesquisar quais são as frutas da estação. Além de baratas, elas são saborosas e melhores para sua saúde, pois têm mais nutrientes e seu cultivo necessita de um uso menor de agrotóxicos.

Procure também observar quais são os locais de origem dos produtos que você compra. Optar por itens feitos perto de onde mora é uma forma de incentivar a produção local, que requer um uso menor de transportes e, por consequência, polui menos.

Por fim, dê preferência a produtos em embalagens maiores, pois têm preço menor e geram menos resíduos.

5. Depois do trabalho, hora do lazer: pratique esportes ao ar livre

Para muita gente, um sinônimo de diversão é fazer compras. Não precisa ser assim.

Você pode trocar aquela ida ao shopping por uma sessão de esportes ao ar livre em um parque ou mesmo na rua, sem pagar nada por isso. Além de fazer bem ao corpo, é uma ótima forma de valorizar espaços públicos, se divertir e evitar gastos por impulso.

6. Em casa: tente consertar o que você possui

Você chegou em casa e, navegando na internet, viu uma promoção bastante interessante. Antes de comprar, é importante refletir se realmente precisa daquilo ou se só quer estar na moda.

Se for de fato uma necessidade, veja se não é possível fazer uma atualização ou um reparo no produto que você já possui. Isso pode resolver muitos problemas em eletrônicos, por exemplo, além de sair mais barato do que comprar um novo.

Outra alternativa é procurar plataformas de economia colaborativa para pegar emprestado ou alugar o objeto que você está precisando. 

7. Fazendo compras: escolha produtos duráveis

Se não é possível reparar, talvez seja hora de comprar um novo. Antes de decidir, pesquise preços, leia avaliações de outros consumidores e, principalmente, obtenha informações sobre durabilidade e manutenção do modelo.

Às vezes, vale a pena escolher um produto que ofereça maior vida útil e possibilidade de atualização ou reposição de peças. Mesmo saindo mais caro, o valor pago acaba diluído no longo prazo.

Além de todos esses passos, há uma série de hábitos que têm impacto no meio ambiente e no seu bolso. Eles são bastante conhecidos, mas não custa nada reforçar:

  • tome banhos curtos;
  • apague luzes que não estão sendo usadas;
  • abra as janelas e aproveite a claridade do dia;
  • tire equipamentos da tomada quando não estiverem sendo usados;
  • faça a coleta seletiva e encaminhe seu lixo para a reciclagem.

O consumo consciente é um passo fundamental na construção de uma sociedade mais justa e de uma produção sustentável. Além disso, a economia obtida com essas dicas pode ajudar você e sua família a pagar suas dívidas e investir para o futuro, garantindo uma vida financeira estável e tranquila.

Não deixe para depois: comece hoje mesmo a adotar essas práticas!

Gostou do nosso post? Siga o perfil do Banco Sofisa Direto nas redes sociais e receba outras dicas sobre educação financeira, consumo consciente e investimentos. Estamos no Facebook, no Twitter e no LinkedIn.

600x125_cta_blog_sb02_01

Comentários

Assine nossa newsletter