Ter uma aposentadoria tranquila é o objetivo da maioria dos brasileiros. Não importa a profissão ou o nível de educação da pessoa, seu principal desejo é chegar na velhice com a segurança de uma fonte de renda confiável.

Infelizmente, não dá para depender do INSS, em função de todos os seus problemas e instabilidades atuais.

Então, como garantir uma aposentadora tranquila por conta própria, sem ter que se submeter ao INSS? É o que vamos conferir no artigo de hoje. Continue lendo!

6 passos para uma aposentadoria tranquila 

A diferença entre conquistar ou não uma boa aposentadoria pode estar no seu planejamento financeiro. Confira abaixo 6 passos para se preparar e conquistar esse objetivo!

1. Defina o padrão de vida que quer levar

Todo planejamento deve começar com a meta que se pretende alcançar. No caso da aposentadoria, isso não é diferente.

Comece seu plano estabelecendo qual padrão de vida deseja ter no futuro e, a partir disso, faça as contas para descobrir o quanto você precisa acumular até a data da sua aposentadoria.

Nós veremos um exemplo prático no fim do artigo, mas a lógica é simples: o ideal é acumular um montante x, cujo rendimento mensal, quando investido, seja o dobro do valor que você deseja ter por mês.

Assim, metade do seu rendimento mensal serve para assegurar o seu padrão de vida e a outra metade é reinvestida para garantir a continuidade da aposentadoria.

2. Comece a guardar seu dinheiro desde cedo

Nunca é tarde para começar a poupar para a sua aposentadoria, mas também nunca é cedo demais.

A economia para o futuro deve ser um hábito na sua vida e não uma atitude a tomar apenas em tempos mais difíceis.

O valor que você vai guardar mensalmente deverá ser calculado com base no seu orçamento atual e no valor total que você deseja atingir quando se aposentar.

3. Invista seu dinheiro pensando no longo prazo

É muito difícil acumular o montante necessário para uma boa aposentadoria apenas economizando do salário. O mais interessante é investir o seu dinheiro em opções de longo prazo.

Nesse caso, existem três ótimas alternativas de investimento: os CDBs, as LCIs e as LCAs.

São todos investimentos com boa rentabilidade, protegidos pelo Fundo Garantidor de Créditos (FGC) — o que garante a segurança da sua aposentadoria.

4. Compre uma casa assim que for possível

Fazer uma aquisição grande como uma casa pode parecer um conselho que vai na contramão da ideia de economia, mas na verdade é uma estratégia muito inteligente.

Como a aposentadoria é um plano de longa duração, o valor investido na residência pode ser diluído no decorrer esse período. Durante a velhice, ter uma casa própria ajuda a diminuir os custos mensais e valoriza a sua aposentadoria.

Além disso, um imóvel é um investimento e se torna mais um recurso em suas mãos, podendo ser vendido se necessário.

5. Não pare de investir, mesmo já aposentado

Considerando a expectativa média de vida do brasileiro, vamos supor que você espere viver até os 75 anos e, por isso, gostaria de se aposentar aos 60 e ainda curtir 15 anos de tranquilidade.

Você calcula o dinheiro necessário para viver esses 15 anos confortavelmente e, quando percebe, já está com 76. E então 77, 78, 79, 80 anos. Mas seu dinheiro só dava até os 75 e a situação se complica.

Por isso, é essencial planejar a sua aposentadoria tendo em mente que você precisará reinvestir seu dinheiro nessa fase para garantir a continuidade do seu sustento.

6. Revise seu plano de aposentadoria regularmente

Existem dezenas de fatores que podem afetar o planejamento da sua aposentadoria: a economia do país, a política de juros do governo, a disponibilidade de investimentos, sua própria carreira, talvez o nascimento de um filho etc.

Por isso, é importante não tratar o seu plano como mármore, mas sim como argila, que pode ser moldada de acordo com a situação.

Em um momento de bonança, por exemplo, você pode aumentar o valor guardado ou decidir investir um extra. Esse rendimento complementar será útil em um momento de necessidade.

Por isso, sempre revise seu plano, acompanhe seu progresso e faça as alterações necessárias.

Quanto você precisa acumular para uma aposentadoria tranquila?

Como prometido, vamos fazer uma pequena simulação para mostrar na prática como se planejar para uma aposentadoria tranquila.

Para isso, vamos estimar que obteremos um rendimento mensal de 0,75% do nosso investimento durante a aposentadoria.

O primeiro passo é definir qual padrão de vida gostaríamos de ter enquanto aposentados. Para nosso exemplo, vamos escolher um “salário” mensal de R$ 10 mil.

Como vimos no primeiro passo do artigo, devemos receber mensalmente o dobro do pretendido: usaremos metade para o nosso padrão de vida e a outra metade para reinvestir. Se queremos R$ 10 mil por mês para usar à vontade, devemos mirar em obter R$ 20 mil.

Com um rendimento de 0,75% por mês, precisamos investir aproximadamente R$ 2,667 milhões no início da nossa aposentadoria.

Considerando que gostaríamos de nos aposentar aos 60 anos (e nosso plano começa aos 30 anos), temos um prazo de 30 anos para levantar esse montante. Como faremos isso?

Para começar, vamos escolher o CDB como o investimento utilizado para nossa simulação. Aqui no Sofisa Direto, a rentabilidade do CDB em longo prazo (5 anos, por exemplo) é de 110% da taxa de juros CDI, o que daria 12,24% ao ano no momento da redação deste artigo (você pode descobrir o valor da CDI atual se clicar aqui).

Portanto, para esse cenário descrito, começando com um investimento de R$ 1.000 e fazendo novos aportes mensais de R$ 1.000 durante 30 anos, terminaríamos esse período com R$ 3.356.753,08. Considerando os 15% de Imposto de Renda, o líquido seria cerca de R$ 2.853.241 — um pouco mais do que o determinado como meta.

Investindo esse valor para obter um rendimento de 0,75% por mês, teríamos um “salário” mensal de aproximadamente R$ 21.400, de onde R$ 10.700 iriam para nosso sustento e a outra metade seria reinvestida.

Não custa lembrar que se trata de uma estimativa. A previsão pode ser alterada por muitos fatores (alguns já citados) e o resultado final do investimento em 30 anos pode ser completamente diferente. Mas esse é o método de cálculo para você fazer em casa.

Agora que você já sabe como se planejar para ter uma aposentadoria tranquila, que tal conhecer algumas boas informações sobre investimento? Siga nosso Twitter ou curta a página do Sofisa no Facebook para acompanhar todos os artigos sobre o assunto!

Comentários

Assine nossa newsletter

Você pode cancelar o recebimento a qualquer momento, clicando apenas no link "cancelar inscrição" nesses e-mails ou entrando em contato conosco. Clique aqui para acessar nossa política de privacidade.