Se você está preso a uma rotina de trabalho intenso, frequentemente sonha com aqueles futuros anos de aposentadoria, quando será possível aproveitar a vida, não é mesmo? E se nós dissermos que você pode abreviar esse tempo de espera para o seu descanso? Viver de renda é a solução para transformar esse desejo em realidade!

O caminho não é fácil e você vai precisar de muita disciplina, mas, tendo em vista os benefícios, vale a pena se planejar e considerar como isso pode ser realizado.

Pensando em ajudá-lo, dividimos essa trajetória em 6 passos fundamentais. Acompanhe!

1. Conquiste um bom emprego para viver de renda

Sejamos realistas: você vai precisar de um emprego com remuneração adequada para manter os seus planos em dia.

Aqui, a regra do jogo está em duas palavras que serão a base para o primeiro passo: capacitação e dedicação.

As melhores oportunidades no mercado de trabalho sempre sobram para quem possui mais experiência e tem mais a oferecer. Não é qualquer pessoa que pode viver de renda, então, se você for um empregado mediano e comum, não será possível alcançar seu objetivo.

Ao conquistar um bom cargo, sempre faça mais que o que pedem. Para subir na hierarquia da empresa, você precisa superar as expectativas e entregar bons resultados.

2. Tenha objetivos definidos

Quem prospera no mercado financeiro são aqueles investidores que aplicam seu dinheiro já sabendo o que querem com ele. Quem apenas investe de maneira automática fica muito mais suscetível à tentação de pegar aquele montante e gastar com algo supérfluo.

Se você está lendo este artigo, é muito provável que já tenha um objetivo estabelecido: viver de renda. Experimente então espalhar "lembretes" desse propósito em certos pontos da sua rotina — como mudar o papel de parede do seu notebook para a imagem de uma pessoa descansando na praia, despreocupadamente. Sempre que você olhar para essa foto, sua mente vai ser reforçada com o seu objetivo.

3. Poupe regularmente

A conta é simples: você precisa gastar menos do que ganha e poupar o que sobrar.

Porém, infelizmente algumas pessoas têm dificuldade ao lidar com seus orçamentos e acabam se descontrolando, levando um padrão de vida que não podem sustentar. O consumismo fala mais alto nesse momento e a vontade de possuir o carro do ano, por exemplo, é maior que a disciplina necessária para manter os gastos em um nível adequado.

E é bom ressaltar também: não seja exagerado da maneira inversa, sempre tentando eliminar as despesas que, na verdade, são estritamente necessárias em sua rotina.

Para os dois cenários, o velho hábito de anotar e controlar as receitas e despesas é a melhor solução.

4. Calcule o quanto você precisa investir mensalmente

A parte mais prática da sua jornada se inicia agora. Nesse primeiro momento, você precisa determinar duas informações importantes.

A primeira delas é a data em que você quer começar a viver de renda, a fim de saber quanto tempo você ainda tem para juntar o capital necessário para esse projeto.

A segunda informação essencial é quanto você vai querer receber mensalmente nesse período, ou seja, qual deve ser o rendimento de todo o valor que você acumulou antes de iniciar o seu descanso. Tenha em mente que você estará em uma idade mais avançada, e a renda suficiente para cobrir seu padrão de vida hoje talvez não seja capaz de manter o seu futuro perfil.

É muito importante também lembrar da inflação, já que o que pode ser comprado hoje com R$ 5 mil, por exemplo, não poderá ser obtido com a mesma quantia no futuro. Sabendo que você precisará contar o efeito da inflação e também a incidência do imposto de renda (quando for o caso), é bom trabalhar com uma taxa de juros real, ou seja, o percentual de rentabilidade do seu investimento subtraindo esses dois efeitos citados anteriormente.

Conhecendo a taxa de juros real e inserindo as informações de investimento inicial e tempo necessário (em meses), algumas ferramentas podem dizer o quanto será preciso poupar mensalmente — por exemplo, a fórmula PMT no Excel ou a mesma função na calculadora HP12C.

Agora, você precisa conhecer algumas opções de investimento, não é?

5. Comece a investir em aplicações financeiras

O mercado financeiro possui uma série de possibilidades para concretizar os seus objetivos. Escolher seus investimentos é um dos passos mais importantes para viver de renda, pois a partir dessa escolha o seu sonho pode ser antecipado ou adiado.

Os bancos, especialmente, possuem possibilidades para diversos perfis de investidor, bastante viáveis para o seu plano de viver de renda. Aqui no blog do Sofisa Direto você encontra conteúdo útil e esclarecedor sobre os três principais produtos financeiros bancários: LCI (Letra de Crédito Imobiliário), LCA (Letra de Crédito do Agronegócio) e CDB (Certificado de Depósito Bancário).

Uma dica valiosa: os bancos de menor porte costumam conceder taxas mais vantajosas. Considere essa possibilidade em seu planejamento!

6. Diversifique os investimentos e acompanhe sua carteira

O mercado financeiro é um meio volátil, e o seu investimento pode ser afetado. Pensando nisso, uma das estratégias a ser adotada para proteção do seu capital é aquela velha história: não ponha todos os ovos na mesma cesta.

O investidor inteligente cria uma carteira de investimentos, ou seja, diversifica o seu capital em vários produtos financeiros para minimizar o risco de perdas decorrentes de eventos do mercado, como uma variação negativa no CDI, uma instituição financeira que faliu ou uma medida do governo que inviabilizou sua rentabilidade.

Uma vez que essa carteira foi constituída, é importante estabelecer uma rotina para acompanhar a situação dos seus investimentos e fazer ajustes quando necessário, para que o seu planejamento continue funcionando até ser cumprido.

O processo para viver de renda exige disciplina. Além disso, você vai precisar de muita pesquisa para aperfeiçoar o seu planejamento e usufruir melhor do seu patrimônio no futuro. Não é uma estrada de asfalto plano, mas o final é um paraíso onde poucos conseguiram chegar!

As coisas ficam um pouco menos difíceis se você chamar alguém próximo para aderir a esse sonho também, concorda? Então, compartilhe em suas redes sociais e espalhe essa ideia agora!

Comentários

Assine nossa newsletter