Arrumar as malas e conhecer o mundo, esse é o sonho de muitos, mas é a realidade para quem decide seguir uma vida nômade. De cidade em cidade, os nômades passam a vida conhecendo novos países e culturas, e vivem se aventurando.

Se você ama viajar, em algum momento da sua vida, essa ideia deve ter passado pela sua mente. Mas aposto que, ao pensar nisso, a primeira pergunta que vem à sua cabeça é: " como largar tudo e viver viajando?". 

As incertezas sobre a vida financeira assustam no primeiro momento. Mas tenho uma boa notícia para contar: com um bom planejamento, você consegue viajar por muitos países sem apertos. Quer aprender como? Então confira no post de hoje 5 dicas para começar a viver viajando.

A vida de nômade não é férias!

O que passa pela sua mente ao ler “vida de nômade”? Antes de começar a planejar o seu roteiro, você precisa primeiro compreender o que é esse estilo.

Longe de ser um período de férias, os nômades existem muito antes desse modo de vida se tornar uma febre entre os apaixonados por viagens. Desde a pré-história, os povos intitulados de nômades migram de uma terra para a outra em busca de alimentos, água e o melhor local para habitar.

O fato é que, com o passar do tempo, a vida nômade passou a ser o grande desejo de quem sonha em conhecer o mundo. Apenas com uma mochila nas costas, quem é adepto a esse estilo de vida, costuma deixar trabalho, amigos e até familiares para ir atrás de uma grande aventura por novas cidades.

Por isso, ao contrário das férias, onde você não precisa se preocupar com nada ao chegar no seu destino, a vida de nômade tem sim suas dificuldades e está longe de ser como os pacotes que você compra em uma agência de viagem com tudo incluso.

Afinal, enquanto viaja, você tem que aprender a enfrentar os desafios e se adaptar durante o período naquela região.

Viver viajando é possível?

Colocar o pé na estrada sem data certa para voltar. A vida nômade tem atraído cada vez mais pessoas que amam viajar. Se você está pensando em aderir a esse novo estilo de vida, saiba que é possível sim! Mas, antes de arrumar as malas, o primeiro passo é começar a planejar. Por isso, separamos 5 dicas que vão te auxiliar a se organizar para viver essa aventura!

Vai arrumar as malas? Leve o essencial!

Menos é mais! Com certeza você já deve ter ouvido essa frase em algum lugar e aqui ela se encaixa muito bem! Separe o essencial, roupas que realmente sejam necessárias, kits de higiene pessoal e primeiros socorros, seus livros favoritos e acessórios indispensáveis.

Evite ao máximo acumular coisas. Quanto menos você levar, menos trabalho e bagunça terá nas mudanças constantes.

Ah, e o cuidado com os excessos também é válido para as compras durante a viagem. Se você comprar uma lembrancinha a cada parada que fizer, no final das contas precisará de uma mala só para isso.

Sabe aquele item guardado? Chegou a hora de vender!

Se você quer viver uma vida nômade, com certeza precisa desapegar. É hora de separar os itens que ficarão fora da sua mala e analisar o que pode ser vendido. 

Lembre-se de que você não tem data certa para voltar e um dinheiro extra seria ótimo para a viagem. Faça uma lista de tudo que pode ser vendido, estipule preços e venda-os! É hora de fazer o bom e velho bazar. Convide a sua família e amigos para adquirir alguns itens.

Outra ideia é vender pela internet. Há diversos sites que você pode colocar seus objetos à venda e conseguir um bom preço. Independente da forma, se desfazer desses itens vai poupar espaço na sua mala e ainda ainda render um bom dinheiro.

Veja também:

Educação financeira infantil: guia com dicas importantes

Você tem uma reserva? É hora de começar!

Viajar é bom, isso é um fato! Mas, há também seus imprevistos que sempre ocorrem de última hora. E quando você é um nômade, alguns gastos extras são inevitáveis. 

Se você é um leitor assíduo do nosso blog, já leu por aqui sobre a importância de fazer uma reserva. Na hora de planejar uma viagem, esse, com certeza, é um item essencial!

Por exemplo, imagine que você está viajando para um lugar extremamente frio. Nós brasileiros não estamos muito habituados aos índices negativos com tamanha frequência, então é normal que a sua saúde possa precisar de um pouco mais de atenção. 

Caso você precise ir ao médico, essa é uma despesa que não estava prevista, é nesse momento que entra em cena a reserva de emergência. 

Já planejou a moradia? Nós te ajudamos!

Sabemos que um dos maiores gastos para quem pensa em adotar o estilo nômade é com a moradia. Mas isso não precisa ser mais uma preocupação. Hoje em dia, muitos viajantes optam por trocar serviços em troca de moradia. Inclusive, há sites especializados em hospedar viajantes. 

Cá entre nós, essa é uma opção fácil e justa para ambas as partes. Você tem acesso a hospedagem e em troca coloca a mão na massa executando algumas de suas habilidades. Mas, caso essa opção não se adeque ao seu perfil, então é hora de pensar no motorhome

Nunca ouviu falar a respeito? Não se preocupe que vamos te explicar. Basicamente, o motorhome é uma casa sobre quatro rodas e virou uma grande tendência entre os viajantes. Se a sua meta é conhecer todos os estados do Brasil, essa é uma ótima opção.

Você tem toda a estrutura e comodidade de uma casa em um espaço compacto e que pode se locomover para qualquer destino. No motorhome, tem cama, banheiro e até uma cozinha. Uma casa completa sobre rodas!

Claro que há um grande investimento, mas quando colocado na ponta do lápis, as vantagens do motorhome são enormes. Durante a viagem, você terá um meio de transporte e economiza em gastos com avião. Além disso, você também não precisará se preocupar onde vai se hospedar em cada cidade.

Já pensou em um trabalho remoto?

Como foi dito no início do texto, uma das maiores preocupações de quem deseja deixar tudo para começar esse novo estilo de vida, é o financeiro. Como manter o seu custo de vida viajando? Mas, viver de país em país, não quer dizer que você precise deixar de trabalhar.

Uma forma de se manter bem financeiramente a longo prazo são os trabalhos remotos. Você pode executar suas atividades de onde estiver, só precisa de um notebook e um boa conexão com a internet. Os trabalhos home office são muitos comuns e podem ser a sua grande fonte de renda nessa jornada.

Inclusive, hoje em dia há um termo para as pessoas que trabalham remotamente enquanto viajam, os famosos nômades digitais. Você pode trabalhar on-line sem perder a sua liberdade geográfica e não precisa parar de viajar. 

E caso esteja difícil conseguir um emprego remoto, então porque não trabalhar com redes sociais? Essa é uma ferramenta que já provou ser muito rentável. 

Milhares de usuários das redes têm interesse por novas culturas e assuntos relacionados a viagens. Essa é a sua oportunidade de utilizá-la para começar a ganhar um dinheiro extra.

E já que estamos falando em viagem, aposto que alguns destinos vieram na sua mente ao final desse texto. Mas é difícil escolher, não é? Para te ajudar a montar seu roteiro, separamos alguns destinos imperdíveis. Confira no nosso último post 3 lugares que você precisa conhecer e viajar no verão.

3 lugares que você precisa  viajar no verão com a família

Comentários

Assine nossa newsletter