Existe, de fato, um valor mínimo para começar a investir?

Esta é uma pergunta bem comum entre aqueles que têm interesse em investimentos, mas ainda não conseguiram se aprofundar no tema. 

Se você também tem essa dúvida, leia este artigo até o final, pois vamos te ensinar que não precisa ter um alto poder aquisitivo para começar a investir. E não é só isso: vamos te ensinar como começar a investir do zero, explicar sobre a chamada rentabilidade e como proteger o seu patrimônio e, também, vamos falar sobre opções de investimento para diferentes situações e do potencial dos juros compostos. 

E aí, está pronto para embarcar nessa jornada de aprendizado? Então, vamos lá! 

Investimentos: por onde começar? 

Se você ainda não investe e quer começar, o primeiro passo é fazer o teste de suitability e descobrir qual é o seu perfil de investidor. 

Não temos como começar a falar sobre investimentos sem mencionar o perfil do investidor, ele é fundamental para que você consiga direcionar o seu investimento em tipos de produtos que tenham a ver com o seu perfil e, consequentemente, tenha maior assertividade ao investir o seu dinheiro. 

Como alcançar seus sonhos investindo em fundos de investimento de acordo com o seu perfil de investidor

Aqui no Sofisa Direto, trabalhamos com quatro perfis:

Conservador

É o perfil que não gosta muito de correr riscos. Para ele, a segurança é mais importante do que retornos maiores; além disso, esse perfil geralmente opta por investimentos com maior liquidez;

Moderado

Nem tanto risco e nem tanto conservadorismo. O perfil moderado é aquele que fica de olho no mercado, quer um pouco mais de retorno, mas não quer correr grandes riscos. Ele geralmente prefere a renda fixa, mas como quer um pouco mais de lucro, acaba fazendo um ou outro investimento em renda variável;

Arrojado

Esse perfil quer ter mais retorno a longo prazo, então aceita correr riscos mais elevados e investir em produtos com menor liquidez;

Agressivo

O foco é ver o dinheiro aumentar! Para isso, ele toma decisões com base na chance de ter mais rentabilidade. Ele realmente não tem problemas em assumir mais riscos para isso. 

Para descobrir o seu perfil, é bem simples! Você pode baixar o aplicativo do Sofisa Direto e fazer o teste. Uma outra coisa bem bacana de abrir a sua conta para investimentos aqui é que você conta com a ajuda do Rota! É o nosso robô de investimentos. Ele te ajuda a escolher as melhores opções de investimentos de acordo com o seu perfil e objetivos a curto, médio e longo prazo.

Leia também:

Onde e por que investir? 

Para quem está começando, é normal buscar referências e o máximo de informações possíveis para evitar riscos, não é verdade? Um outro ponto sensível é que muitas pessoas ainda optam por deixar o dinheiro parado na poupança ao invés de investir em produtos diferentes por não saber que são mais vantajosos quando falamos em rentabilidade e com riscos tão baixos quanto. 

Hoje, é possível investir em produtos de renda fixa no Sofisa Direto, a partir de R$ 1,00. Isso mesmo! A partir de R$ 1,00. 

Engana-se quem acredita que investir é apenas para pessoas com alto poder aquisitivo. É claro que, como já ficou implícito aqui nesse artigo, quanto maior o valor do investimento, maior será o retorno, isso é óbvio, visto que a rentabilidade sempre terá como base o retorno do seu investimento.

Mas o fato de você não conseguir investir altos valores agora, definitivamente não é um problema. A grande sacada aqui é que investir de pouco em pouco e com regularidade te ajuda a aumentar o seu patrimônio exponencialmente.

Existem diversas formas de investir (e para todos os bolsos), desde as mais simples como Tesouro Direto com renda prefixada, até as mais rebuscadas, como o mercado de ações. O ponto é: saber o que é adequado para o seu perfil.

Um outro motivo pelo qual vale a pena investir de pouco em pouco é porque a maioria dos investimentos segue a lógica dos juros compostos. Isso significa que os retornos que você receber no decorrer do tempo serão acrescidos ao seu patrimônio e passarão a render juros também.

Vamos exemplificar para você de maneira simples como eles funcionam. Veja:

No primeiro mês, o seu investimento de R$ 100,00 rendeu 10%. Então, você passou a ter R$ 100,00 + R$ 10,00 = R$ 110,00. 

No segundo mês, a porcentagem incidida será sobre R$ 110,00 e não mais sobre os R$ 100,00 que você investiu inicialmente. Isso significa que se no segundo mês a rentabilidade for de 5%, será 5% sobre R$ 110,00 e assim por diante. 

Para exemplificar melhor, aqui vai um gráfico do rendimento médio em 24 meses com os valores mencionados acima: 

Os ganhos com os investimentos são exponenciais e quanto maior o prazo do seu investimento, mais os juros compostos vão ajudar o rendimento do seu investimento.

Uma excelente justificativa para você começar a investir, não é? 

Tesouro Direto

Uma forma de começar a investir é com o Tesouro Direto. Acredite você, este é um dos tipos de investimentos mais seguros que existem hoje. 

Quando falamos em Tesouro Direto, estamos falando do caixa do Governo Federal. Investir no Tesouro é uma forma de emprestar dinheiro para o Governo Federal e financiar projetos públicos, principalmente voltados para a saúde, educação e saneamento. 

Isso é feito por títulos emitidos pelo Tesouro Nacional. Quando você compra esse título, após determinado período, você recupera o valor investido com um acréscimo de juros pago pelo governo. 

Por que ele é considerado uma das formas mais seguras de investimento? Embora essa modalidade de investimento não seja segurada pelo FGC (Fundo Garantidor de Créditos), o governo sempre irá arrecadar fundos para girar a economia, e a única forma de você não ter esse dinheiro de volta é se houver completa falência da economia nacional. Válido destacar que se houver falência nacional, também existirá a falência do FGC, isso faz com que o Tesouro seja ainda mais seguro. 

Além de ser uma opção segura, ele é perfeito para você investir valores mais baixos, visto que é possível comprar títulos a partir de R$ 30,00 e ele pode ter uma taxa prefixada, pode ser vinculado a SELIC ou ao IPCA (Índice de Preços ao Consumidor Amplo, que mede a inflação no Brasil).

CDB

Você sabia que pode emprestar dinheiro para uma instituição financeira? Porque isso é possível, sim! O CDB (Certificado de Depósito Bancário) funciona exatamente como um empréstimo que você faz para as instituições financeiras.

Essa modalidade de investimento é uma das mais faladas e conhecidas quando falamos em renda fixa. Algumas vantagens de investir no CDB é que ele é assegurado pelo FGC, e dependendo do tipo de investimento, pode ser com a taxa prefixada ou indexada à inflação e pode ser com liquidez diária. Justamente por isso, é uma excelente opção para você que quer começar a sua reserva de emergência. 

Como em todos os outros investimentos, a rentabilidade do CDB é variável conforme a instituição que você estiver investindo, e um outro ponto importante:  os juros compostos funcionam para o CDB, isso significa que quanto mais tempo você investir, maior poderá ser o seu lucro.

Aqui no Sofisa Direto, temos o CDB atrelado ao IPCA, que é ideal para quem quer investir a médio e longo prazo (mais de um ano), pois o objetivo desse investimento é proteger o dinheiro do impacto causado pela inflação.

Mas, atenção: o CDB possui valores mínimos para começar a investir, então você precisa escolher o seu banco de investimentos e entender quais valores funcionam para você. No aplicativo do Sofisa Direto, deixamos todas estas informações bem claras para que você possa escolher a melhor opção para o seu perfil e objetivos.

Fundo de investimento

Fundo de investimento é uma forma de investir já diversificando a sua carteira. Eles são um conjunto de investimentos independentes administrados por especialistas financeiros, por este motivo, eles possuem maior rentabilidade e, consequentemente, maior risco. Geralmente, o investimento em fundos começa a partir de R$ 100,00.

São categorizados em Fundos de Multimercado, Fundos de Renda Fixa, Fundos de Ações e Fundos Cambiais.

Algo que você deve saber sobre os fundos de investimentos é que eles também não são assegurados pelo FGC, então é extremamente importante escolher bem o seu fundo e investir com um banco de investimentos confiável e com credibilidade para investir.

Estas são apenas algumas formas de investir, existem diversos outros produtos que você pode escolher de acordo com o seu perfil de investidor, com os seus objetivos e com o valor que você estiver disponível para investir. 

Esperamos que você tenha conseguido aprender um pouco mais sobre como começar a investir e que possa começar o quanto antes a sua carteira de investimentos! 

Ah, falando em carteira de investimentos, ao começar a investir, você certamente precisará aprender mais sobre rentabilidade, certo? Olha só que legal, recentemente colocamos tudo o que você precisa saber sobre isso em um outro post aqui do blog: Como acompanhar a rentabilidade dos fundos de investimento?

Não se esqueça de mandar para gente suas dúvidas nos comentários!

Fundo de investimento: vale a pena?  É seguro? Confira!

Comentários

Assine nossa newsletter

Você pode cancelar o recebimento a qualquer momento, clicando apenas no link "cancelar inscrição" nesses e-mails ou entrando em contato conosco. Clique aqui para acessar nossa política de privacidade.