Já imaginou tirar um ano sabático para se dedicar aos seus projetos pessoais? Seja escrever um livro ou até mesmo arrumar as malas e conhecer o mundo, com certeza, tirar 12 meses para realizá-los, é um grande sonho.

Mas, para muita gente, essa parece uma realidade distante. Afinal, para isso é preciso  muito planejamento financeiro e também uma certa independência. Se você tem essa meta, saiba que é possível chegar lá! Nesse post, vamos te mostrar como organizar um ano sabático e se tornar independente.

O que é um ano sabático?

Para começar a pensar e programar um ano sabático, primeiro você precisa entender do que se trata. Se você pensa que é uma espécie de férias prolongadas, sinto dizer, mas você está enganado. 

Esse é um período onde você se afasta das atividades profissionais para desenvolvimento de projetos pessoais. São 12 meses para colocar em prática planos que com a correria do dia a dia acabam sendo deixados de lado.

Por exemplo, há quem tire um ano para poder aprender um novo idioma, buscar uma nova capacitação profissional ou praticar trabalhos voluntários. O diferencial do ano sabático é que ele é tirado com um objetivo. É o momento de ser produtivo e renovar as suas energias!

Como organizar um ano sabático?

Agora que você já sabe o que é um ano sabático, é hora de dar o primeiro passo. Mas se você não sabe por onde começar, não se preocupe porque vamos te ajudar. A seguir, separamos 4 passos para você poder se organizar para esse período.

Quais são as suas metas?

Já falamos aqui que ter metas e objetivos é o diferencial do ano sabático em comparação às férias. Por isso, o primeiro passo é se perguntar “Por que eu quero tirar esse ano? Quais projetos pessoais quero realizar? O que vou fazer ao longo desses 12 meses?”. É hora de refletir sobre e anotar seus objetivos.

Organize suas finanças

Se você quer se aventurar pelo mundo e tirar um ano sabático, é importante que primeiro você organize todas as suas finanças. Lembre que você ficará um ano sem trabalhar.

Tem grandes parcelas no cartão de crédito? Essa é a hora de organizá-las, negociar e pagar todas. Quite as suas dívidas! Com isso, você não precisará mexer no valor destinado ao período sabático para pagar outras contas.

Planeje suas despesas

Claro que tirar um ano para si implica em ter uma sólida vida financeira e organizar detalhadamente como será esse ano. Afinal, são 12 meses investindo nos seus projetos pessoais. Para isso, o ideal é calcular o quanto você tem, criar uma reserva de emergência e fazer um planejamento anual, definindo os seus gastos a longo prazo. 

Vamos colocar isso em prática?! Se você pretende viajar para aprender um novo idioma, é preciso calcular gastos com transporte, alimentação, hospedagem, mensalidade do curso, e todos os gastos desse período. É necessário ter tudo na ponta do lápis para saber se condiz com a sua realidade econômica.

Conquiste sua independência financeira

Imagine você em um novo país, uma cultura diferente, aprendendo mais um idioma. Agora imagine viver tudo isso sem depender financeiramente de ninguém. Para tirar um ano sabático, ter a sua independência financeira é essencial!

Você tem autonomia e liberdade, e pode destinar um período da sua vida para projetos que demandam muito tempo sem se preocupar. Além disso, você não ficará preso ou com medo por ter se afastado do trabalho.  

Veja também:

Educação financeira infantil: guia com dicas importantes

Mas como conquistar a independência financeira?

Quem nunca sonhou em conquistar a independência financeira? Esse é o objetivo de grande parte dos brasileiros. Uma pessoa independente, além de estabilidade, tem mais liberdade para correr atrás dos seus sonhos.

Para você que está em busca disso, listamos aqui 5 passos que podem auxiliar você a alcançar a tão sonhada independência.

Saia da zona de conforto e invista em você!

Parece uma frase que acabou de sair de um livro de autoajuda, mas é a mais pura verdade! Se você quer alçar voos mais altos, precisa sair da sua zona de conforto. 

Quer um salário maior? Então trace isso como objetivo e faça por onde. Se aperfeiçoe e ganhe destaque! Quer começar a investir? Então pesquise, estude e dê o primeiro passo. É hora de se arriscar, aprender algo novo e sair da comodidade.

Faça um planejamento das suas finanças futuras!

Onde você se imagina daqui a 5 anos? Sabemos que nem sempre paramos para planejar a nossa vida a longo prazo. Mas se você quer conquistar sua estabilidade financeira, é hora de pensar nisso. Saber onde quer chegar, permite que você se planeje financeiramente para isso. 

Por exemplo, vamos supor que você quer sair do seu emprego e abrir seu próprio negócio. Se esse é o objetivo, você precisa de uma boa reserva e começar a guardar dinheiro o quanto antes.

Para isso, é preciso criar um planejamento com todos os gastos fixos, as despesas variáveis e estipular um valor mensal que será destinado a esse projeto futuro. Quando se trata de finanças, seja qual for o seu objetivo, é essencial planejamento em cada etapa.

Crie um teto de gastos

Se você quer conquistar estabilidade financeira, saiba que o caminho é longo, mas é totalmente possível, basta força de vontade e determinação. Para isso, algumas despesas supérfluas precisam ser cortadas e um teto de gastos deve ser estipulado.

Defina quanto você pode gastar por mês, quanto do seu dinheiro será destinado a cada área. Esse processo ajudará você a ter um controle maior sobre seus gastos e a não passar dos limites na hora de fazer aquela compra parcelada no cartão de crédito.

Inspire-se!

Quando o assunto é finanças, nem sempre é fácil abrir mão de certas despesas e começar a poupar. Já falamos aqui que algumas coisas supérfluas terão que ficar fora do carrinho de compras no fim do mês. 

Mas, nessa jornada, se inspirar em pessoas que alcançaram sua independência financeira pode ser de grande ajuda. Você pode não só aprender com a história delas e tirar lições para adaptar à sua realidade, como também pode ser motivado por elas a lutar pela sua estabilidade.

Invista o seu dinheiro!

Você sonha em ter sua liberdade financeira? Então chegamos no tópico principal. Investir o seu dinheiro com certeza é o melhor caminho para conquistar uma vida financeira sólida, é a chave que pode abrir a porta para sua independência! 

É nesse momento que você pega aquele dinheiro guardado, investe e começa a ver ele rendendo de verdade.

Aplicar o seu dinheiro na renda fixa, faz com que ele renda muito mais do que na poupança. Um exemplo é o tesouro direto, onde o valor da liquidez já é definido no início do investimento e pode trazer um grande retorno financeiro. 

Nesta mesma linha, temos também o CDB (Certificado de Depósito Bancário). São títulos privados, emitidos por instituições financeiras, no caso do CDB, você pode optar em taxas pré ou pós-fixadas. 

Se seu objetivo é um retorno longo prazo, uma ótima possibilidade é a renda variável, como por exemplo o fundo de ações. Apesar do risco ser maior, a possibilidade de rentabilidade também é, o que por fim atrai muitos investidores.

Caso você esteja planejando investir, saiba que para começar não é necessário uma grande quantia. Mas ainda assim é necessário guardar um valor e se programar. Se você tem dificuldade para poupar e sempre acaba no vermelho no fim do mês, vou deixar aqui uma dica incrível. Confira nosso último post e descubra 6 ações que te ajudarão a guardar dinheiro todo mês.

6 ações que te ajudarão a guardar  dinheiro todo mês

Comentários

Assine nossa newsletter