logo sofisa
logo sofisa

O Sofisa Direto quer te conhecer melhor

Vamos lá!

Se viajar para a Chapada dos Veadeiros ainda não estava nos seus planos, então se prepare, porque seu próximo destino de viagem pode estar garantido.

A Chapada dos Veadeiros encontra-se dentro de um Parque Nacional declarado pela Unesco como Patrimônio da Humanidade e a visita a esse local é indispensável para quem deseja ter uma experiência diferente.

Neste post, você vai descobrir como chegar e o que fazer na Chapada dos Veadeiros, além de dicas preciosas para aproveitar um excelente roteiro de viagem. Vamos lá?

O que você vai ver nesse post?

Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros
Chapada dos Veadeiros: Conheça esse lugar!
Como Chegar na Chapada dos Veadeiros?
Rota Alto Paraíso
Rota São Jorge
Quando ir na Chapada dos Veadeiros?
O que fazer na Chapada dos Veadeiros?
Cachoeiras
Cachoeira Santa Bárbara
Cachoeira Raizama
Você sabe o que é Canionismo?
Cachoeira do Segredo
Saltos do Rio Preto
Cataratas dos Couros
O Vale da Lua
Jardim de Maytrea
Trilhas
Trilha dos Saltos (setas amarelas)
Trilha da Siriema (setas azuis)
Trilha dos Cânions (setas vermelhas)
Trilha das Sete Quedas (setas laranjas)
Onde se hospedar?
Alto Paraíso
São Jorge
Cavalcante
O que levar para a Chapada dos Veadeiros?
Viajar para a Chapada dos Veadeiros: 5 motivos
Natureza preservada
Espiritualidade
Esporte e aventura
Contato com outras culturas
Valores acessíveis

Leia até o final e aproveite todas as dicas!

Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros

A Chapada dos Veadeiros fica situada no Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros, uma área de 240.611 hectares totalmente protegida por lei, no nordeste do estado de Goiás. Foi declarada em 2001 como Patrimônio Natural da Humanidade pela Unesco.

Mais especificamente, o parque fica entre os municípios de Alto Paraíso de Goiás, Cavalcante, Teresina de Goiás, Nova Roma e São João d'Aliança e abriga espécies vegetais com características do cerrado, nascentes, cursos d’água e rochas com mais de um bilhão de anos.

Como não poderia deixar de ser, apresenta paisagens de rara beleza,  cujas imagens se modificam com o passar dos anos, em decorrência da erosão. 

Viajar é uma das principais formas de aproveitar o tempo livre, por isso, é importante planejar a sua viagem de forma a aproveitar o máximo com o menor custo possível.

Como alcançar seus sonhos investindo em fundos de investimento de acordo com o seu perfil de investidor

Como é uma área de proteção ambiental, é necessário que o visitante esteja ciente da necessidade de manter o espaço preservado, com o mínimo de intervenção humana possível.

Isso inclui, evitar fogueiras, proteger os animais, cujas espécies só são encontradas neste lugar e, é claro, não descartar resíduos de qualquer natureza ao longo do percurso de visitação.

Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros

Já ciente da importância da preservação do Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros, veja como chegar nesse local e outras informações importantíssimas para quem deseja visitar e aproveitar da melhor forma essa viagem.

Chapada dos Veadeiros: Conheça esse lugar!

Viajar para a Chapada dos Veadeiros é um convite para descansar da selva de pedra, que compõe as grandes metrópoles e uma possibilidade de reconexão com a natureza.

Um lugar repleto de belezas naturais e também de características que você deve saber antes de começar a arrumar as malas:

  • Antes de programar a viagem, tome a vacina contra a Febre Amarela com no mínimo de 10 dias de antecedência;
  • Na dúvida, contrate um guia para fazer os trajetos disponíveis no parque;
  • Para visitar o parque, é necessário pagar um ingresso, a depender da área de visitação escolhida.

Veja agora como chegar na Chapada dos Veadeiros e outras informações que podem fazer a diferença na hora de arrumar as malas e fazer o roteiro Chapada dos Veadeiros.

Como chegar na Chapada dos Veadeiros?

A melhor forma de chegar na Chapada dos Veadeiros é fazendo o seguinte trajeto: um avião até Brasília, e depois seguir de carro ou de ônibus para a cidade de Alto Paraíso, que fica a cerca de 243 km de distância.

Caso prefira um caminho alternativo, você também pode, após desembarcar em Brasília, percorrer 258 km direto para a cidade de São Jorge, também no estado de Goiás. Como você já sabe, a Chapada dos Veadeiros fica entre vários municípios deste estado.

Alto Paraíso e São Jorge representam as duas portarias das áreas de visitação do parque e existem formas diferentes de realizar essas rotas.

Rota Alto Paraíso

A primeira alternativa, é seguir pela rodovia GO-118 no sentido da cidade de Cavalcante por aproximadamente 14 km até a entrada para a base do Parque dos Veadeiros. 

Muito fácil de ser encontrada, a estrada fica após uma porteira, à esquerda, logo atrás de uma placa informando o km 176.

Rota São Jorge

Já a rota São Jorge, parte da cidade de Alto Paraíso, e ao encontrar um trevo, vire à esquerda em direção a São Jorge.

Seguindo pela rodovia GO-239 por mais 36 km, você encontra o caminho de São Jorge até a portaria do Parque, que fica mais ou menos a 1 km de extensão. A partir daí, é possível chegar lá caminhando, de bicicleta ou de carro.

Quando ir à Chapada dos Veadeiros?

É difícil definir o melhor período para ir à Chapada, pois no período entre abril e setembro, o clima fica seco, sendo que entre junho e agosto praticamente não há probabilidade de ocorrência de chuvas.

O período mais chuvoso é entre outubro e março, oferecendo fantásticos passeios nas Cachoeiras e nas Loquinhas. No período seco, é possível aproveitar muito mais os Cânions e as Cataratas dos Couros.

Ou seja, cada período vai ter um roteiro de passeios diferentes e você poderá aproveitar de qualquer forma as belas paisagens da Chapada dos Veadeiros. O ideal, portanto, é antes de programar a viagem, fazer o planejamento junto à uma agência de sua preferência, assim como buscar um guia que tenha conhecimento sobre o clima da região.

O que fazer na Chapada dos Veadeiros?

Quando você escolhe o período em que vai viajar, automaticamente você está limitando de certa forma os tipos de passeios que você fará, em decorrência do clima.

Na dúvida, saiba tudo sobre o que a Chapada dos Veadeiros tem para oferecer, e aproveite, à sua maneira, as opções disponíveis da região.

Veja também:

Cachoeiras

O Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros é o paraíso das águas, devido à quantidade de nascentes que abriga. As cachoeiras são o ponto alto da visita.

 

Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros

São mais de 20 cachoeiras de alturas diferentes, mas com uma beleza inconfundível. Os acessos também são diferenciados, e por isso, para chegar até algumas é necessário fazer trilhas, deixando o passeio ainda mais interessante. 

Conheça agora algumas das cachoeiras que podem entrar no seu roteiro durante a visitação nesta reserva ambiental.

Cachoeira Santa Bárbara

Com uma queda de 30 metros, essa é possivelmente uma das mais visitadas do parque. Ela forma piscinas naturais oferecendo um belo espetáculo natural aos visitantes.

Fica localizada próxima à cidade de Cavalcante, dentro da comunidade quilombola Kalunga. A quantidade de pessoas que podem visitar é limitada, e o tempo de duração da visita não pode ser superior a 30 minutos. 

Cachoeira Raizama

A Raizama é uma cachoeira que fica próxima a uma das cidades de acesso ao parque, São Jorge, e é resultado do encontro de dois rios: Raizama e São Miguel.

A formação decorrente desse encontro proporciona uma espécie de hidromassagem natural, e por conta da altura da queda de mais de 100 metros de altura dos cânions, é ideal para a prática de canionismo.

Você sabe o que é Canionismo?

Canionismo é um esporte de aventura, cuja atividade implica em percorrer águas na vertical ou na horizontal, mas ultrapassando vários obstáculos naturais.

Como o próprio nome da atividade remete, os cânions são o espaço escolhido para a prática desse esporte, em razão da quantidade de obstáculos que eles oferecem.

Não causa impactos ambientais, é totalmente praticado ao ar livre e deve sempre ser praticado em grupo de no mínimo 3 pessoas, dadas as dificuldades que podem ser encontradas durante a atividade.

Para chegar na Riozama, o caminho é de fácil acesso, podendo ser alcançado em menos de 1 hora por uma trilha de aproximadamente 2 quilômetros.

Cachoeira do Segredo

A cachoeira do Segredo se encontra em uma região mais afastada, e por isso, esse nome. Além disso, ela possui uma queda de mais de 100 metros e tem um poço muito profundo.

Para "desvendar esse segredo", é preciso caminhar por 6 quilômetros de trilha dentro da mata ciliar, acompanhando o rio São Miguel e algumas piscinas naturais.

Saltos do Rio Preto

Com menos de 1 quilômetro de caminhada, é possível avistar os dois saltos d'água que se originam do Rio Preto, um com 120 metros de queda e outro com 80 metros de altura.

Juntos, eles formam um grande poço com profundidade de cerca de 300 metros de diâmetro.

Saltos do Rio Preto

Dadas as proporções desses dois saltos, o salto de 120 metros não é aberto à visitação, sendo restrita apenas ao segundo salto de 80 metros de altura. Entretanto, é possível apreciar a vista do seu mirante após a realização de uma trilha de 4 quilômetros.

Cataratas dos Couros

A Catarata dos Couros fica dentro da Fazenda Boa Esperança em Alto Paraíso. Ela é, na verdade, um conjunto de 4 quedas d'água, além de corredeiras, piscinas, paredões e cachoeiras.

Tudo se encontra no rio Couros, e para chegar lá, basta seguir uma trilha de 1,5 quilômetro, margeando o rio e aproveitando a paisagem. 

O Vale da Lua

O Vale da Lua é mais uma cachoeira presente na Chapada dos Veadeiros, mas merece um destaque especial, dada a sua peculiar disposição geográfica. É um lugar considerado por muitos como cinematográfico.

O lugar é uma formação rochosa com cristais, tem mais de 1 bilhão de anos e atrai muitas pessoas, inclusive, algumas afirmam já terem visto visitas de outros planetas.

O Vale da Lua

Pelo tipo de rocha que lá existe, há uma ideia de concentração de energia no lugar que permite experiências esotéricas e muitas pessoas estendem a visita e acabam ficando pra sempre.

Jardim de Maytrea

O Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros é um complexo de paisagens paradisíacas. Uma delas é o Jardim de Maytrea, repleto de buritis, morros e um campo de flores, conhecidas popularmente como chuveirinhos.

Jardim de Maytrea

O jardim tem formação totalmente natural, um terreno descampado entre os Morros da Baleia e do Buracão. Um cenário silencioso e inspirador.

Trilhas

São 4 trilhas a serem percorridas dentro da Chapada dos Veadeiros. São trilhas que podem ser feitas de forma autônoma, pois são devidamente separadas pelas cores das setas.

Ao percorrê-las, é possível encontrar nascentes de rios,  diversas cachoeiras, piscinas naturais, formações rochosas e o contato com a natureza praticamente intocada há milhões de anos.

Para conhecer todas as trilhas, é necessário no mínimo 4 dias. Conheça agora um pouco de cada uma das trilhas e comece a planejar por onde começar.

Trilha dos Saltos (setas amarelas) 

A trilha dos Saltos tem 11 quilômetros, contando ida e volta, e durante seu percurso é garantida a vista de Saltos do rio Preto e várias corredeiras.

As corredeiras ficam a critério dos visitantes, que podem escolher entre as mais difíceis e as mais moderadas. O passeio inteiro pode durar de 4 a 6 horas, e sempre conte com as informações dos voluntários do parque.

Trilha da Siriema (setas azuis)

Essa é considerada a trilha mais fácil de ser feita, pois seu percurso é de apenas 800 metros ida e volta. O terreno é plano e você ainda pode se deliciar com um breve descanso ao longo do córrego Rodoviarinha.

Esse é um dos locais mais inclusivos do parque, pois permite que todas as pessoas acessem, desde crianças até idosos. Pessoas com dificuldades de locomoção também podem vivenciar essa experiência. 

Trilha dos Cânions (setas vermelhas)

A trilha dos Cânions é uma trilha bem extensa, com 12 quilômetros de extensão, contando ida e volta, e apresenta um certo grau de dificuldade, já que em alguns pontos ele é pedregoso e em outros, plano.

Após caminhar por 5 quilômetros, você encontra uma bifurcação, sendo que à esquerda está a Cachoeira e, à direita, os Cânions.

Trilha das Sete Quedas (setas laranjas)

De todas, essa é a maior trilha. Para realizá-la, é preciso muito preparo físico, disposição e é necessário acampar durante o percurso. São 23 quilômetros, a serem percorridos entre 2 e 3 dias.

O final da trilha fica fora do parque e para fazer o deslocamento, basta contratar um serviço de transporte. Portanto, antes de ir, deve ser feito o agendamento com no mínimo 5 dias de antecedência e são aceitas no máximo 30 pessoas.  

Onde se hospedar?

Como os principais pontos de acesso ao parque ficam em São Jorge e Alto Paraíso, se hospedar nesses dois locais é o mais indicado a fazer.

Recentemente, a cidade de Cavalcante também tem se preparado para receber os turistas que desejam visitar a Chapada dos Veadeiros, e por isso, é uma outra possibilidade de hospedagem na região.

Alto Paraíso

Em Alto Paraíso, é possível encontrar hospedagens das mais econômicas às mais luxuosas, o que atrai pessoas de diversos locais e com "vibes" completamente diferentes.

A cidade de Alto Paraíso possui uma grande infraestrutura com hotéis, bancos, lojas e supermercados.

Por conta da quantidade de opções de hospedagem, você pode encontrar pousadas e hotéis com preços bem mais acessíveis do que na cidade de São Jorge.

São Jorge

Ao contrário de Alto Paraíso, São Jorge é um local bem menor e mais acolhedor. O pequeno vilarejo ainda mantém o chão de terra e tudo que você precisa fica bem perto.

Se você está precisando de descanso e tranquilidade, esse é o lugar certo! Para os mais esotéricos, São Jorge é bem próximo do Vale da Lua, e da majestosa Cachoeira do Segredo.

Cavalcante

Você prefere hotel ou Airbnb? Em Cavalcante, é possível encontrar muitas opções de hospedagem pelo Airbnb, se você prefere um ambiente mais intimista.

Os preços variam bastante, assim como os tipos de acomodação. Consulte com antecedência para conseguir locais que lhe ofereçam conforto e atendam às suas necessidades.

O que levar para a Chapada dos Veadeiros?

Viajar para a Chapada dos Veadeiros exige um certo cuidado sobre que itens devem ser levados e como você deve proceder quanto a utilização desses itens.

Não se esqueça de que este é um lugar de preservação ambiental declarado patrimônio da humanidade pela Unesco, e por isso, deve ser mantida a sua preservação.

Para seu uso e comodidade, é essencial levar calçados e roupas confortáveis, além de roupas de banho adequadas para aproveitar cachoeiras, córregos e as outras opções fluviais. 

De preferência, roupas que possam ser secas rapidamente e também agasalhos, já que, em determinado período da noite, o clima fica frio.

Proteção para a cabeça, para a pele e para os olhos. Bonés, óculos de sol, repelentes e protetor solar são indispensáveis. Para se manter hidratado, muita água e tudo alocado em uma única mochila de alças largas.

Dicas Chapada dos Veadeiros: Leve o essencial! Não polua o ambiente com o que você levar, nem o destrua, tentando levar algo de lá.

Viajar para a Chapada dos Veadeiros: 5 motivos

Se ainda não se convenceu do quanto a Chapada dos Veadeiros tem que entrar na sua lista de viagens, aqui vão mais 5 motivos para você ir lá, o quanto antes!

1- Natureza preservada

Há quanto tempo você não entra em contato com a natureza? Muitos centros urbanos não oferecem mais paisagens naturais e de vez em quando é necessário sair para "respirar".

A Chapada dos Veadeiros é um dos melhores lugares para você ter esse contato com a natureza e renovar as energias.

2- Espiritualidade

Mesmo para os não místicos ou espiritualistas, a Chapada dos Veadeiros é um lugar que proporciona esse momento de encontro com um clima espiritual.

Lugares como o Vale da Lua são capazes de deixar todas as pessoas encantadas com suas formas e com sua energia contagiante.

3- Esporte e aventura

O lugar está cheio de possibilidades para quem gosta de esportes radicais e desbravar ambientes naturais.

Ideal para canionismo, trilhas, escaladas e outros esportes de aventura podem ser realizados, desde os maiores pesados aos mais moderados.

Com a ajuda de guias e equipamento de qualidade, as experiências podem ser únicas e inesquecíveis.

4- Contato com outras culturas

A Chapada dos Veadeiros está localizada próximo ao Patrimônio Cultural Kalunga, que é o maior sítio remanescente quilombola.

Durante a visita ao parque, é possível manter contato com alguns guias kalungas, que aprofundam a visita com informações preciosas sobre o lugar e sobre a cultura de seus habitantes.

5- Valores acessíveis

O lugar tem hospedagem e pacotes para todos os bolsos. Com um bom planejamento, você e sua família poderão fazer essa grande viagem e aproveitar mais as férias em família

Destino escolhido, utilize uma planilha de custos que lhe auxilie na sua organização financeira e também a realizar seus objetivos de vida! Confira a planilha de gastos que o Banco Sofisa disponibilizou gratuitamente para você!

Forbes_Melhores_Banco_Do_Brazil_White_Hor

SOFISA DIRETO PLANILHA DE GASTOS

Comentários