Os processos digitais estão cada vez mais presentes no setor bancário. A facilidade de pagamento e realização de outras operações é um atrativo para clientes e investidores, que buscam maior comodidade no dia a dia. Um dos serviços criados para suprir essa demanda é o Débito Direto Autorizado (DDA).

Essa modalidade elimina as burocracias no momento de pagar as contas e reduz o tempo gasto nesse processo. O consumidor ainda tem a garantia de segurança e o conforto do ambiente online.

No post de hoje vamos explicar melhor como funciona o DDA e de que forma ele pode trazer mais agilidade às suas transações bancárias diárias. Vamos lá?

O que é o Débito Direto Autorizado?

O DDA foi implantado pela Federação Nacional dos Bancos (Febraban) em 2009. Essa modalidade foi criada em parceria com as instituições financeiras associadas, e sua finalidade é apresentar eletronicamente as cobranças registradas em nome do cliente e permitir o pagamento pelo meio digital.

Isso significa que o DDA dispensa o recebimento de boletos físicos e permite um controle maior por parte do correntista, que pode autorizar ou não o desconto. Ele é diferente, portanto, do débito automático

Isso porque no DDA o cliente decide quando vai pagar a cobrança, ao passo que o débito automático — como o próprio nome diz — realiza o desconto automático da conta-corrente. Outra diferença é que o primeiro é a apresentação do boleto de forma eletrônica, enquanto o segundo é o valor debitado da sua conta-corrente em função de um acordo previamente realizado.

Caso o pagamento da conta não seja autorizado no DDA, o cliente enfrentará as mesmas consequências da dívida de um boleto impresso.

Quais contas podem ser incluídas no DDA?

Existem 3 tipos de contas: boleto de cobrança (também chamado de bloqueto ou ficha de compensação), arrecadação de tributos e contas de serviços. Apenas a primeira categoria pode ser incluída no Débito Direto Autorizado.

Entram nessa modalidade os boletos de cobrança do condomínio, da escola, do clube, entre outros. Ou seja, faturas relativas a serviços (como água, energia elétrica, telefone etc.) e à arrecadação de tributos (por exemplo: IPTU, IPVA, entre outros) não são passíveis de pagamento por DDA.

Como funciona o DDA?

O primeiro passo é se cadastrar como sacado eletrônico no banco do qual é correntista. As empresas cedentes, por sua vez, fazem o registro das cobranças nas instituições financeiras com as quais trabalham.

As faturas podem ser visualizadas automaticamente em sua conta-corrente acessada pelo internet banking, telefone ou caixas eletrônicos. O débito, como indica a sigla, deve ser autorizado. Se isso não ocorrer, não é feito o desconto.

Caso você desista de ser um sacado eletrônico, deve requisitar o cancelamento nos bancos em que se cadastrou, a fim de evitar cobranças desnecessárias.

Para ficar mais claro o funcionamento do DDA, veja uma comparação com o pagamento dos boletos tradicionais, em que os bancos cedentes fazem a emissão dos títulos em papel e enviam aos sacados pelo correio. Você recebe a conta em casa com o valor e a data de vencimento especificados. O pagamento deve ser feito em casas lotéricas ou bancos, com o código de barras ou o próprio bloqueto.

Já no caso do DDA, é feito esse cadastro na instituição financeira e existe um campo no internet banking, telefone ou caixa eletrônico que autoriza a ativação da função. As empresas verificam os clientes que contam com essa facilidade e enviam os boletos digitais pelo ambiente virtual.

O consumidor ainda pode optar por continuar recebendo as contas em papel. O ideal é verificar tudo eletronicamente, já que os bloquetos precisarão ser gerenciados diretamente na plataforma. O DDA ainda armazena todas as faturas eletrônicas e disponibiliza os títulos por meio dos canais eletrônicos.

Nova call to action

Quais são as vantagens do DDA?

A emissão de boletos eletrônicos apresenta diversas vantagens. Confira as principais:

Redução do impacto ambiental

Os boletos virtuais não precisam ser impressos e isso diminui muito o desperdício de papel. De maneira indireta, ainda são evitados outros tipos de impacto ambiental, como o uso de combustível, energia elétrica e água. Isso ocorre porque não é preciso enviar os documentos pelos correios.

Segurança contra fraudes

O boleto virtual só pode ser acessado pelo próprio cliente e pode ser checado em diferentes canais eletrônicos. Isso evita fraudes ou outros tipos de alterações nos arquivos digitais impressos ou enviados por email, como a interceptação e adulteração de boletos. .

Certeza do recebimento das cobranças

A opção pelo DDA assegura ao cliente a certeza de receber as cobranças, já que elas são disponibilizadas em meio eletrônico. Com a entrega via correio isso nem sempre acontece, porque os funcionários podem entrar em greve, a carta pode se perder pelo caminho ou pode haver algum imprevisto qualquer. O boleto virtual, portanto, evita o pagamento atrasado e a consequente cobrança de multas e juros, além de chegar muito mais rápido par ao cliente.

Comodidade para visualizar e gerenciar as contas

O cliente que opta pelo DDA pode visualizar, gerenciar e pagar seus boletos por qualquer canal eletrônico, não importa onde esteja. Isso faz com que seja muito mais cômodo gerenciar as contas. O consumidor também não perde tempo com essa tarefa, pois não precisa ir ao banco ou fazer qualquer tipo de operação especial.

Outra facilidade é o fato de o consumidor não precisar digitar códigos de barra ou outras informações para efetuar o pagamento. Basta fazer a autorização e tudo estará correto.

O DDA é, portanto, uma modalidade bastante cômoda para realizar o pagamento das suas contas. Você ainda recebe a cobrança mais rapidamente (no prazo de até dois dias úteis) e pode programar o seu orçamento pessoal ou até mesmo empresarial de maneira mais eficiente.

Vale a pena lembrar que, em caso de divergência nos dados do boleto virtual, o cliente deve entrar em contato com a empresa cedente, ou seja, a operadora de plano de saúde, administradora do condomínio etc. para verificar o que está acontecendo.

Gostou de entender melhor como funciona o Débito Direto Autorizado? Cadastre-se diretamente no banco para ter acesso a essa facilidade e poder gerenciar seus boletos de forma adequada. Se ficou com alguma dúvida, aproveite e deixe seu comentário no post!

Nova call to action

Comentários

Assine nossa newsletter