É um fato bem conhecido que todo mundo, independentemente da faixa etária, deve desenvolver o hábito de poupar todos os meses. A grande questão é: quanto economizar em cada idade?

Todos sabem que nosso padrão de vida, bem como as nossas necessidades e responsabilidades, mudam conforme o tempo passa. Temos um contexto aos 20 anos e outro muito diferente aos 45, por exemplo. Não dá para manter os mesmos hábitos nesses cenários.

Então, como resolver essa questão? Quanto devemos economizar em cada fase do amadurecimento para ter uma rotina confortável e sem dívidas? É o que vamos aprender no artigo de hoje!

Quanto economizar dos 20 aos 30 anos

No começo da fase adulta, o padrão de vida é bem único. Você provavelmente ainda está morando com os pais e tem poucos gastos grandes no dia a dia. Seu dinheiro acaba indo para passeios, baladas e investimentos no seu desenvolvimento profissional.

Nessa idade, os seus desafios envolvem buscar a consolidação na sua carreira e a formação de uma família, saindo da casa dos pais. A característica que melhor define esse estágio da vida é a tentativa de levantar um patrimônio inicial e já começar a pensar na sua aposentadoria.

Por isso, o recomendado é separar cerca de 50% do salário nessa fase. Considerando que você ainda não deve ganhar muito bem, economizar esse valor vai permitir a formação de um pé-de-meia (que trará um impulso em curto prazo), além de começar uma reserva para quando se aposentar.

Também é recomendado que parte do seu dinheiro guardado vá para investimentos seguros, a fim de que o montante cresça com os anos. Outra porção pode ir para opções mais agressivas no mercado, com o objetivo de tentar aumentar o patrimônio.

Quanto economizar dos 30 aos 40 anos

Na década seguinte, seu padrão de vida muda. Já com o casamento feito e provavelmente com um filho, você passa a ter mais gastos com a casa.

Com sorte, porém, os investimentos profissionais da década anterior começam a dar frutos e seu salário também cresce.

Nesse momento, com os desafios de criar os filhos, fornecer conforto à família e curtir alguns prazeres (como viajar ao exterior) você precisará empregar mais dos seus recursos no dia a dia. Porém, você ainda tem tempo para continuar incrementando a sua aposentadoria, então não deve parar de poupar muito.

Segundo especialistas, o recomendado é que você guarde cerca de 30% do salário nessa faixa etária e continue investindo em opções de Renda Fixa no mercado, como o CDB, LCI ou LCA.

Além disso, dependendo do seu perfil, pode aproveitar e fazer opções de aplicações mais agressivas também.

Quanto economizar dos 40 aos 50 anos

Dos 40 aos 50 anos, sua vida passa por uma mudança impactante. Seus filhos já estão indo para a faculdade ou talvez saindo de casa, sua carreira está consolidada ou em direção a isso.

Nesse momento, o grande foco é ajustar as últimas arestas antes da aposentadoria, e isso significa quitar todas as dívidas. Ou seja: terminar de pagar o carro ou aquele empréstimo com juros altíssimos que você pegou há algum tempo.

Uma boa maneira de fazer isso é utilizar outros recursos que estejam à sua disposição. A sua casa, por exemplo.

Utilizando o Crédito com Garantia de Imóvel dá para levantar uma ótima quantia, com os menores juros do mercado, e quitar seus compromissos com tranquilidade. Assim, você consegue limpar as suas dívidas e ainda sobra um dinheiro a fim de endireitar outros detalhes da sua vida.

Em termos de economia, não é a hora de parar. Especialistas sugerem manter um ritmo de guardar de 15% a 20% da sua renda todos os meses. Se você tiver o hábito de investir, mantenha suas aplicações em Renda Fixa, que são tradicionalmente mais seguras.

Quanto economizar a partir dos 50 anos

A partir dos 50 anos, sua vida segue o rumo da aposentadoria e da tranquilidade. Com os filhos bem-encaminhados, seus dedos já começam a coçar pensando nas viagens que fará em breve.

Seus desafios, nesse momento, incluem manter o padrão de vida que conseguiu construir e poder curtir seu merecido descanso depois de trabalhar tanto.

Se você cuidou certinho das finanças, vai chegar a essa fase com uma boa aposentadoria, mas não pense que só isso é o suficiente. Afinal, nesse momento, os gastos também sobem um pouco, especialmente com o plano de saúde.

Se ainda não cuidou disso, ainda tem uma última grande oportunidade de zerar as dívidas e se aposentar sem peso na consciência. Um grande recurso à sua disposição é o já citado Crédito com Garantia de Imóvel. Ele permite que você use sua casa para levantar uma grande quantia de dinheiro com os menores juros do mercado, e limpar todas as dívidas que possam tirar o seu sono durante a aposentadoria.

Seja como for, lembre-se de manter o hábito de poupar. Alguns especialistas recomendam reservar cerca de 10% das suas rendas mensais nesse período.

Outros sugerem reinvestir metade do que ganhar nessa fase para manter sua aposentadoria sempre recheada e gerando mais dinheiro. Os investimentos de Renda Fixa, que são seguros, devem ser maioria nesse momento.

Portanto, quanto poupar em cada fase?

Resumindo, vamos ver o quanto você deve economizar em cada momento da sua vida:

  • dos 20 aos 30: cerca de 50% do seu salário;

  • dos 30 aos 40: aproximadamente 30% da sua renda;

  • dos 40 aos 50: entre 15% e 20% da sua remuneração;

  • a partir dos 50: 10% da sua renda ou reinvestir metade, se possível.

Antes de concluirmos, é importante lembrar que essas porcentagens são estimativas feitas com base em projeções econômicas.

Não é porque você já está com 30 anos e nunca guardou nada, por exemplo, que deva se preocupar porque “está atrasado”. A ideia é desenvolver o hábito de guardar seu dinheiro para o futuro.

Agora que descobriu quanto economizar em cada fase da vida, já pode começar a poupar! Quer ficar por dentro de outros conteúdos sobre o universo financeiro? Curta a nossa página do Facebook!

Comentários

Assine nossa newsletter