Já chegou o momento da sua vida em que o casamento deixou de ser apenas um sonho distante?  Você e a pessoa amada já começaram a fazer as contas, juntar as economias e traçar as estratégias para ter uma vida estável? 

Um momento tão especial como o casamento exige planejamento e, caso vocês ainda não tenham organizado tudo isso, está na hora de começar a fazer um planejamento financeiro, não só para a cerimônia de casamento mas também para o futuro do casal.

É fundamental ter um bom planejamento financeiro ao iniciar a vida a dois, tanto para evitar dívidas quanto para conseguir a tão sonhada estabilidade financeira. É por meio da economia, do controle dos gastos e dos investimentos corretos que você vai conseguir ter uma vida tranquila com sua futura família.

Para ajudar você nesse processo, confira algumas dicas de como organizar as finanças e fazer um planejamento financeiro para o casamento.

Casamento: 7 passos para organizar as finanças para esse momento tão especialComece a juntar dinheiro

O casamento é um momento especial e, independentemente do tamanho da cerimônia, precisa de investimentos. Por isso, a regra básica é começar a economizar e organizar as finanças. O casal precisa se comprometer com a tarefa de cortar gastos

Em um planejamento financeiro normal, é comum que 20% do salário seja economizado. Contudo, como se trata de um acontecimento que pode exigir mais recursos, é melhor se esforçar e direcionar uma porcentagem maior do que essa para investimentos que possam render o valor necessário para o grande momento.

Lembre-se de que quanto mais dinheiro você tiver disponível para o casamento, mais você evitará pagar os gastos do evento no crédito, tendo mais chances de conseguir descontos, fugindo assim do endividamento

Pague as dívidas

Antes de fazer novos compromissos financeiros e fechar os gastos do evento, é importante avaliar como estão atualmente as contas do casal e organizar as finanças.

Caso existam dívidas e / ou parcelamentos em andamento, procure quitar essas despesas antes de se comprometer com outras. Muitas vezes, no impulso do casamento, um casal endividado acaba por fazer mais dívidas. Por isso, tente liquidar suas outras dívidas antes de dar esse passo.

Adeque os gastos da cerimônia

Uma parte fundamental do planejamento da cerimônia, assim como da festa e da lua de mel, é a produção de orçamentos. Faça pequenos orçamentos referentes a cada tipo de gasto do casamento: buffet, convite, decoração, roupas etc. Posteriormente, some os valores para obter um orçamento geral.

Casamento: 7 passos para organizar as finanças para esse momento tão especial

Com os números em mãos, responda sinceramente à seguinte pergunta: você tem dinheiro suficiente para cobrir esse orçamento? Caso a resposta seja negativa, é melhor repensar a cerimônia, diminuir a lista de convidados ou optar por serviços mais em conta. O importante é adequar o casamento ao seu bolso, caso contrário você pode se perder nas dívidas e começar a vida de casal com o orçamento já comprometido. 

Compartilhe a organização financeira

Para começar uma vida a dois com o pé direito, é essencial saber compartilhar e construir em conjunto. Isso também vale para as finanças. 

É muito importante que ambos se envolvam no planejamento financeiro, deixando as contas claras e buscando juntos traçar as melhores estratégias econômicas para organizar as finanças do casal.

Sejam honestos em relação às contas, compartilhem seus anseios e seus desejos e só tomem alguma decisão financeira após uma boa conversa. 

Decida sobre os hábitos e padrão de vida da nova família

Uma das conversas necessárias entre o casal é a definição de como será a vida a partir do casamento, economicamente falando. É comum que no início seja necessário abrir mão de alguma coisa para alcançar um bem maior, como a compra de um carro ou de uma casa, por exemplo.

Talvez seja necessário sair da academia, trocar o plano da operadora de telefone, deixar de realizar compras supérfluas etc. 

Por isso, é necessário avaliar bem qual padrão de vida vocês vão conseguir bancar e quais hábitos devem mudar para não passar por dificuldades financeiras. 

Comece a pensar no patrimônio da família

Assim que o assunto casamento surge, vem também a vontade de construir um patrimônio familiar. 


Casamento: 7 passos para organizar as finanças para esse momento tão especial

Para que o casal alcance seus sonhos, é necessário começar a pensar no patrimônio desde cedo. O que vocês querem ou precisam adquirir primeiro, um carro ou uma casa? Qual a melhor forma de fazer isso, seria entrando em um financiamento ou direcionando seu dinheiro para fundos, por exemplo, de investimentos que podem render mais que a poupança?

Todas essas questões fazem parte da organização e do planejamento para construir o patrimônio familiar e ter mais tranquilidade em alguns anos.

Faça aplicações financeiras

Como realizar todos esses sonhos de casamento, construir um patrimônio e ainda manter a estabilidade financeira? Uma das formas de fazer seu dinheiro render é por meio de investimentos. A partir dessas aplicações, é possível ter retornos em curto, médio e longo prazo.

Ainda que você tenha receio e não conheça muito bem o mercado financeiro, existem aplicações com menor risco e bom rendimento, como no caso de LCIs, LCAs e CDBs.

Se você está pensando em se casar e começar essa nova etapa na vida, inclua os investimentos no seu planejamento financeiro como forma de administrar melhor seu dinheiro e conquistar seus sonhos. 

Gostou das nossas dicas para ajudar você nesse momento tão especial como o casamento? Abra já sua conta e comece a investir para o seu casamento agora mesmo!

Nova call to action





COMENTÁRIOS

ASSINE NOSSA NEWSLETTER