Abra sua conta digital no banco Sofisa Direto

Manter o orçamento doméstico equilibrado e pagar as contas em dia são dois desafios constantes dos brasileiros. Muitos, inclusive, acabam se endividando e entrando no vermelho simplesmente por falta de controle dos gastos e de conhecimento sobre as melhores práticas orçamentárias.

Com atitudes simples e práticas de organização financeira, não só dá para manter o equilíbrio das receitas e despesas de casa, como também é possível economizar bastante nos pequenos gastos do dia a dia. Dá até para juntar uma boa quantia e destiná-la a projetos futuros!

Para isso, é importante contar com um orçamento doméstico bem planejado e inteligente, além de ter disposição e mudar alguns hábitos. Para ajudá-lo nessa missão, listamos 7 dicas com atitudes simples e práticas que trazem bons resultados. Confira neste post!

1. Ter um valor máximo a ser gasto em cada semana e no mês

A primeira coisa a fazer é estabelecer metas de gastos. Isso é essencial para evitar consumir além da conta e ainda controlar melhor as despesas.

A atitude inicial para que essa estratégia dê certo consiste em separar as despesas em categorias (alimentação, lazer, transporte, habitação etc.) e estipular quanto poderá ser gasto com elas por mês. Após isso, divida o valor pelo número de semanas do período e você terá metas semanais para cada uma das categorias.

Lembrando que esses valores não precisam ser iguais, pois quando houver eventos, datas comemorativas e outras ocasiões especiais, a meta semanal poderá ser maior por conta deles. Todavia, é indicado diminuir o orçamento nas demais semanas para compensar, a não ser que você tenha guardado um adicional pensando nesses momentos especiais.

Os benefícios dessa atitude incluem maior controle de gastos e monitoramento otimizado das contas em um período de tempo reduzido, o que se traduz em organização eficaz e acompanhamento das despesas. Também há uma espécie de “pressão” positiva para que você não consuma em excesso e ultrapasse a meta.

2. Antecipar compras e gastos

Antecipar compras e gastos é uma ótima maneira de economizar uma quantia razoável no final do mês, principalmente perto de épocas festivas. Por exemplo, em vez de deixar para adquirir os presentes nas vésperas do Natal, do Dia das Mães, do Dia dos Pais e de outras datas especiais, pagando valores altos por eles, o melhor é antecipar essas compras em 3 semanas ou mais de antecedência. Dessa forma, você poderá adquirir as mercadorias com preços menores e descontos maiores.

Outra vantagem é que você poderá usar o valor economizado para comprar outros produtos ou presentes de última hora.

3. Não sair para fazer compras sem uma lista de prioridades

Fazer uma lista de compras com os itens que estão faltando é uma atitude vital para reduzir o consumo desenfreado no dia a dia. Quando vamos ao mercado, por exemplo, sem definir os itens necessários, corremos o risco de não adquirir o que era preciso e voltar para casa com produtos supérfluos ou dispensáveis, aumentando as despesas. Também haverá necessidade de retornar ao mercado e comprar o que faltou, gerando gastos com transporte ou perda de tempo.

4. Unir a família nesse objetivo

Para que as metas do orçamento doméstico obtenham êxito, é preciso ter toda a família unida no objetivo de economizar. Por isso, é importante explicar a todos os membros (incluindo os filhos) sobre a necessidade de mudar hábitos e pedir o apoio deles no objetivo de equilibrar as contas.

Solicitar que evitem manter luzes e aparelhos ligados sem necessidade, que diminuam o consumo de água, internet e telefone, bem como passem a fazer as refeições em casa em vez de comer fora, tudo isso contribui com a economia pretendida, pois esses hábitos costumam impactar financeiramente no final do mês.

Como alternativa, passe a comprar os ingredientes no mercado e incentive que todos preparem seus lanches em casa. Além de economizar, vocês poderão curtir mais momentos em família.

5. Dar preferência aos pagamentos à vista

Pagamentos a prazo saem muito mais caro do que compras à vista, por conta de juros, taxas e outros valores adicionais. Por mais que pareça ser um bom negócio parcelar quando se está sem dinheiro, no longo prazo os valores pagos poderão alcançar até mesmo o dobro do preço inicial.

Por isso, é melhor economizar todo mês determinado valor, se planejando para adquirir algo à vista em vez de aderir ao pagamento a prazo.

6. Anotar todos os gastos, incluindo os menores

Para controlar melhor as finanças familiares, é preciso anotar todos eles, inclusive as moedinhas gastas com café, doces ou pequenos acessórios (grampos, prendedores etc.). Pode não parecer, mas no final do mês o acúmulo desses itens costuma impactar consideravelmente no orçamento, sendo até responsável por colocar você em uma situação complicada.

Por exemplo, os poucos reais gastos dessa forma podem fazer falta no valor necessário para quitar uma conta na data do vencimento, fazendo com que você atrase o pagamento e tenha que arcar com juros e multas.

Para fazer esse tipo de controle, você pode utilizar uma planilha ou um aplicativo de gestão de orçamento.

7. Definir o que é essencial e supérfluo no orçamento doméstico

Nossa última dica é uma das principais: defina o que é essencial e o que é supérfluo. Separar bem aquilo que fará falta em casa daquilo que poderá ser cortado ajuda a direcionar melhor as receitas e permite visualizar bem quais são as despesas indispensáveis, de modo que não falte o necessário.

Isso não quer dizer que não é permitido gastar com itens do segundo grupo, significa apenas que será mais fácil decidir quando e de que modo realizar esses gastos.

Seguindo essas dicas, você vai fortalecer o seu orçamento doméstico, além de promover atitudes financeiras conscientes e equilibradas. Isso é ainda mais importante em épocas de crises ou incertezas econômicas, pois permite que a família continue tendo uma rotina equilibrada sem precisar passar por apertos, evitando também que seja preciso recorrer a empréstimos custosos e longos.

Agora que você já conhece nossas dicas para melhorar o orçamento doméstico, que tal compartilhá-las nas suas redes sociais para que seus amigos também consigam economizar em casa? 

Abra sua conta digital no banco Sofisa Direto